Opinião: Contagem regressiva

Lá se foram quatro etapas do Championship Tour (CT) deste ano. Na foto que ilustra esta coluna, o brasileiro Filipe Toledo celebra a liderança do tour e se prepara para a próxima etapa, de Margaret River, na Austrália, que deixa de contar com 36 homens e 18 mulheres, e definirá os 22 atletas do masculino e 10 do feminino que viajarão para G-Land, na Indonésia, para a sexta parada. Gabriel Medina já confirmou presença e será novidade nessa etapa competindo como wild card, já que não esteve nas primeiras cinco etapas do ano por questões pessoais.

Depois da Indonésia, chegaremos em Surf City El Salvador e, na sequência, entre os dias 23 e 30 de junho de 2022, estaremos de volta a Saquarema, no Rio de Janeiro, para três ou quatro dias do melhor surfe do mundo no Oi Rio Pro apresentado por Corona, no “Maracanã do Surfe”.

Você não leu errado, é isso mesmo! No Championship Tour, definimos uma “janela”, que é um espaço de tempo determinado no calendário, e o evento acontece mesmo nos dias que apresentarem as melhores condições de ondas. Isso só é determinado na manhã de cada dia após observação minuciosa do mar pela equipe técnica que define então se o evento está on ou off.

Muito antes de isso acontecer, porém, um grupo enorme de pessoas trabalha desde setembro de 2021 para garantir que o evento seja um sucesso para o público, para os patrocinadores, para as emissoras do mundo todo que possuem os direitos de transmissão e, claro, para os atletas, que são as grandes estrelas da festa.

Neste ano, o Oi Rio Pro apresentado por Corona terá número recorde de patrocinadores, transmissão multiplataforma no Sportv, canais do Grupo Globo na cobertura, assim como site e aplicativo da World Surf League (WSL), e promete lotar como nunca as areias de Saquarema. Se, em 2019, mais de 100 mil fãs estiveram por lá, depois de dois anos de espera, esperamos ainda mais. Hotéis e pousadas da cidade já estão quase todos lotados, e a contagem regressiva dos 60 dias já começou.

Entre as 11 etapas do CT que rodam o mundo, o Oi Rio Pro apresentado por Corona é o evento que mais recebe fãs na areia e, portanto, nos traz ainda maior responsabilidade e oportunidade.

O acesso à praia é livre, assim essas mais de 100 mil pessoas não pagam ingressos para assistir ao melhor surfe do planeta. Mas isso não é um problema. Como muitos podem imaginar, é uma oportunidade de fazermos a maior festa do mundo do esporte.

Em 2022, essa festa contará com as ativações incríveis de mais de 15 marcas que ainda não posso contar como serão, um novo conceito de hospitality no 51 Ice Lounge, que oferecerá experiências únicas para convidados, o beach gourmet, que trará os sabores das etapas do CT em um ambiente descontraído e animado, e uma flagship store da WSL com itens de edição limitada.

Muito antes do “swell“ se formar lá no horizonte da Praia de Itaúna, em Saquarema, já tem muita gente remando para que tudo saia perfeito, e possamos celebrar, no dia 25 de junho, mais uma edição épica. Ops, ou seria dia 26? Dia 27, talvez? Isso quem sabe agora é só Netuno. A nós, resta estarmos prontos para o dia 23!

Espero você lá!

Ivan Martinho é CEO da World Surf League (WSL) na América Latina e escreve mensalmente na Máquina do Esporte