arquivo

Avaí aposta em Sávio por novas receitas

por Guilherme Costa em São Paulo - SP
A
A

Um jogador badalado, com passagem pela seleção brasileira e longa vivência no futebol europeu. Uma recepção repleta de torcedores, que despertou grande interesse da mídia local e de outras regiões do país. A história pode servir para descrever a chegada de Adriano ao Flamengo ou as contratações de Ronaldo e Roberto Carlos pelo Corinthians, mas aconteceu com o Avaí, que apresentou oficialmente o meia-atacante Sávio na última quarta-feira. A despeito de esses fatos aproximarem Sávio de outros jogadores badalados que voltaram ao Brasil neste ano, o modelo usado pelo Avaí para contratá-lo é totalmente diferente. O time catarinense não terá ajuda de nenhuma empresa para bancar a operação (como aconteceu com o Flamengo, clube amparado pela Olympikus para bancar os salários de Adriano). A remuneração do meia-atacante também não dependerá de novas receitas (formato usado pelo Corinthians com Ronaldo e Roberto Carlos). Ao contrário, a equipe aposta na credibilidade do reforço para ampliar suas receitas. Segundo a diretoria, o interesse de Sávio para o atual momento era voltar ao Brasil ? ele passou cerca de 11 anos na Europa, com exceção de uma rápida e frustrada incursão pela Desportiva-ES em 2008. Portanto, o meia-atacante acertou um contrato dentro das possibilidades financeiras do Avaí. ?Não quero ter a pretensão ou a arrog"ncia de dizer que não são só Flamengo e Corinthians que montam operações assim. Nós também fazemos, mas dentro de uma realidade. Não no poder financeiro que eles têm. Garantimos ao Sávio o que ele gostaria para apresentar o futebol dele em um clube com planejamento, organização, e ele optou por vir para cá?, contou o presidente do Avaí, João Nilson Zunino. O fato de não precisar de planos extraordinários para bancar Sávio, porém, não quer dizer que o Avaí não usará a imagem do jogador. O meia-atacante será protagonista de uma série de produtos licenciados e terá lançamentos atrelados ao número 10, que será usado por ele nesta temporada. Sávio ainda fará ações de relacionamento direto com o público, como sessões de autógrafo e promoções. O único entrave para o planejamento dessas iniciativas é que o jogador ainda não tem previsão de estreia ? ele viajará para Gramado para fazer a pré-temporada com o elenco, mas não deve estar no grupo liberado para a primeira rodada do Campeonato Catarinense. Outra aposta do Avaí é que a presença de Sávio acelere as negociações de patrocínio máster. O time catarinense conversa com cerca de seis empresas para esse posto, e tem expectativa de lucrar até o dobro do que recebeu no ano passado. ?Independentemente dele, já tínhamos situações bem encaminhadas. Ele agrega, no meu modo de entender, e pode ser o fiel que vai determinar rapidamente o fechamento de um patrocínio máster. Não gosto de dizer que seria apenas ele, porque todas as propostas chegaram em função do que a equipe fez no ano passado, mas ele participará fortemente na decisão?, completou Zunino.

publicidade
publicidade

Maratona virtual da Asics alcança 56 mil atletas em 179 países