Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Basquete / Tá On

Com jr. nba, NBA reforça transformação digital no Brasil

Liga apresentou plataforma gratuita para educadores físicos e fãs do basquete

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 09/09/2021, às 08h26

Anderson Varejão e Clarissa dos Santos são os apresentadores da plataforma jr. nba - Leo Nakamura / NBA
Anderson Varejão e Clarissa dos Santos são os apresentadores da plataforma jr. nba - Leo Nakamura / NBA

A NBA Brasil reforçou o processo de transformação digital que a liga atravessa desde o ano passado e anunciou a criação da plataforma “jr. nba”, um curso inédito de capacitação para técnicos, professores e instrutores de educação física que está alocado dentro da plataforma jr. nba.

O programa oferece conteúdos gratuitos exclusivos focados em jovens e crianças. Ao todo, são seis módulos com carga horária de 40h e metodologia desenvolvida por profissionais da liga em parceria com o Impulsiona, programa de educação esportiva do Instituto Península. A iniciativa tem como meta capacitar cerca de 10 mil profissionais até o fim do ano.

“Reunimos os melhores profissionais para apresentar o melhor currículo para o mercado nacional. A plataforma jr. nba vai impactar positivamente milhões de jovens e crianças pelos próximos anos por meio dos educadores, que vão receber conteúdos e uma metodologia completa em termos de aprendizado, técnicas e suporte. Criamos um modelo que vai revolucionar os conceitos de formação no país, conciliando esporte e educação, focando no ensino e no fomento do basquete”, afirmou Rodrigo Vicentini, head da NBA no Brasil.

A plataforma já foi lançada com patrocínio. Parceira da NBA globalmente, a Gatorade é patrocinadora oficial da plataforma e promoverá ações exclusivas ao longo do curso. O projeto jr. nba é a segunda ação on-line que a NBA faz no Brasil para o público final. A outra foi a NBA House Digital, que também foi gratuita, funcionou durante as finais da última temporada da liga e rendeu cerca de 200 mil cadastros de fãs de basquete para a NBA. Agora, a ideia é usar a necessidade de estímulo à prática de atividade física para chegar a um novo público.

Leo Nakamura / NBA  

“Queremos ver, cada vez mais, jovens e crianças mantendo hábitos saudáveis e praticando esportes. Teremos muitas oportunidades de interação, de experiências, além da participação de influenciadores e de nomes importantes do nosso basquete durante todo o curso. Esta plataforma foi desenvolvida não só para aqueles que ensinam o esporte e seus valores, mas também para todos os jovens e crianças que querem melhorar suas habilidades. Vamos abraçar o país inteiro e alimentar essa paixão pelo esporte”, completou Vicentini.

A produção do curso é 100% nacional e, ao longo do ano, serão oferecidas videoconferências e painéis para professores, técnicos e instrutores. Os âncoras do programa são Anderson Varejão e Clarissa dos Santos. Eles terão ainda as companhias de Damiris Dantas, Alex Garcia, Guilherme Giovannoni, Alessandra Oliveira e Helen Luz, ex-jogadores consagrados que dividirão informações, depoimentos e experiências.

A ideia é oferecer conteúdo sobre o jogo de basquete e trazer sugestões de atividades e dicas para adaptar espaço e estrutura para as aulas. Além disso, diversas atividades interativas e um programa de benefícios com direito a troca de pontos por produtos oficiais da NBA estarão disponíveis aos educadores.

“Além de todo o conteúdo da grade, o curso foi pensado para que a prática esportiva se dê em qualquer nível, seja em ambientes mais preparados, seja em espaços com menos recursos, além de uma comunicação leve, nova, com interação também pelas redes sociais. Queremos levar o basquete para toda a juventude do país”, disse Vicentini.

Para atrair esse público jovem, o jr. nba apresentará o “Desafio Geração jr. nba” nos canais da plataforma no YouTube e no Instagram. Serão conteúdos sobre basquete, gaming e uma missão: encontrar novos criadores de conteúdos digitais para os canais da plataforma no Brasil. Para isso, a liga usará os influenciadores Enaldinho, Gabriela Neves (Canal Chuá), Caio Teixeira, Alê Xavier (Desimpedidos) e Samuel Minervino (o "Max", de "Detetives do Prédio Azul"). Eles promoverão desafios para os participantes, e a NBA selecionará três nomes que irão se juntar ao time de influenciadores do curso.