Mercado de vestuário de basquete chegará a US$ 4,6 bilhões até 2026, diz estudo

O mercado de roupas de basquete experimenta um crescimento econômico e global. Segundo um relatório elaborado pela empresa de estudos de mercado Technavio, as vendas de vestuário da modalidade alcançarão US$ 4,58 bilhões até 2026, período em que o crescimento médio anual deve ficar em 5,6%. A previsão é que esse segmento aumente suas vendas em 4,8% neste ano.

O relatório contou com a colaboração de empresas importantes de material esportivo, como Nike, Asics e New Balance. O estudo aponta que diferentes inovações nos produtos darão impulso para marcas como Adidas, Nike e Under Armour.

Por outro lado, o desafio da área até 2026 será com as oscilações do preço dos insumos. Esse fator faz com que as margens de lucro das gigantes de material esportivo sejam afetadas.

Em 2021, os canais de distribuição off-line, ou seja, as lojas físicas, representaram a maior participação de mercado. No entanto, a Technavio não estabelece um montante para esse comércio. O relatório afirma que “as lojas físicas continuarão a ser as que geram o maior volume de vendas durante o período de 2021 a 2026” em relação ao e-commerce.

Por outro lado, os Estados Unidos, tendo a NBA como carro-chefe, continuarão sendo o principal mercado do basquete. O relatório mostra que a América do Norte é a região com maior volume de vendas desse tipo de material. A expectativa é que, até 2026, o continente represente 34% do volume global de negócios.