Times da NBA ganham US$ 2 bilhões com abertura de capital

As franquias da NBA arrecadaram US$ 2 bilhões com a abertura de até 30% de capital para fundos de investimento, que podem deter no máximo 20% de cada equipe. A iniciativa, permitida pela direção da liga, trouxe para o basquete investidores como Arctos Sports, RedBird Capital e Sixth Street, entre outros.

"Os investidores são atraídos pela profissionalização do esporte e pelo fosso econômico que o cerca, como a valorização dos direitos audiovisuais”, comentou Wylie Fernyhough, analista da agência Pitchbook.

Times como Golden State Warriors, Sacramento Kings e San Antonio Spurs abriram seus capitais para investidores minoritários no ano passado.

A Arctos adquiriu participação de 13% nos Warriors em abril de 2021. A franquia da Califórnia está avaliada em US$ 5,6 bilhões, segundo a Forbes. Com essa avaliação, as ações da Arctos nos Warriors valem atualmente mais de US$ 700 milhões.

O mesmo fundo adquiriu 17% do Sacramento Kings, em acordo que, à época, avaliou a franquia da NBA em US$ 1,84 bilhão. O time de Sacramento também tem entre seus proprietários o fundo Dyal, que possui uma porcentagem de 5% no negócio.

A Dyal também fez a compra mais recente. A empresa adquiriu participação de 6% no Atlanta Hawks, avaliado em quase US$ 2 bilhões.

o San Antonio Spurs vendeu 30% da franquia em junho de 2021 para o fundo Sixth Street e para Michael Dell, fundador da empresa de tecnologia que leva seu sobrenome.

A WNBA também atraiu investidores de todos os tipos recentemente. Há duas semanas, executivos da Nike, Pau Gasol e diretores de empresas de investimento como Metropolitan Capital Advisors e MGM Resorts International entraram com capital na liga feminina de basquete, que arrecadou US$ 75 milhões.