e-Sports

Empresa de e-Sports de Beckham fecha primeiro ano no vermelho

por Redação
A
A
Empresa lançou seu IPO na Bolsa de Londres em 2020.
Reprodução
Empresa lançou seu IPO na Bolsa de Londres em 2020.
publicidade

A Guild Esports registrou uma perda antes dos impostos de 3,1 milhões de euros no ano passado. A empresa espera reverter a situação com a ajuda do padrinho e acionista, David Beckham.

A empresa, fundada em setembro de 2019 tornou-se a primeira no setor de esportes eletrônicos a ser listada na Bolsa de Valores de Londres, começando com uma valorização inicial de 44 milhões de euros, com o ex-jogador controlando 4,78% das ações. Em sua oferta pública inicial (IPO), a empresa levantou £20 milhões.

"Os resultados refletem a fase inicial da Guild antes de sua IPO, durante a qual desenvolvemos uma estratégia de longo prazo para criar uma das organizações líderes mundiais de equipes de eSports", diz Carleton Curtis, presidente executivo da empresa.

Segundo o The Esports Observer, a Guild assinou um acordo para pagar a Beckham cerca de 17 milhões de euros durante os próximos cinco anos para licenciar seu nome e direitos de imagem.

publicidade

Futebol inicia pressão por nova paralisação