e-Sports

Nova empresa quer trazer igualdade de gênero ao mundo dos games

por Redação
A
A

Lideradas por mulheres, a Queens Gaming Colletive quer trazer mais diversidade e igualdade de gênero para o mundo dos games.  A ideia é criar um grupo de gamers, chamadas de Queens, e torná-las criadoras de conteúdo e celebridades de mídia.

Co-fundada pelo presidente Justin Giangrande e pela diretora executiva Alisa Jacobs, a Queens Gaming Collective proporcionará às mulheres criadoras, streamers e jogadoras acesso igualitário à infraestrutura, recursos e representação necessários para construir carreiras bem-sucedidas no setor de jogos.

publicidade
publicidade

Queens conseguiu US$ 1,5 milhão em uma rodada de investimentos liderada pela empresa de capital de risco Bitkraft Ventures, focada em jogos, bem como por investidores estratégicos, incluindo os sócios fundadores do fundo Muse Capital, Assia Grazioli-Venier e Rachel Springate.

Também foi nomeado um conselho consultivo, incluindo especialistas da indústria de hospitalidade e entretenimento The H.Wood Group, juntamente com executivos seniores da Amazon, Twitch, TikTok e Spotify.

publicidade

Após ataque de hacker, Manchester United contrata agência de segurança