Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Negócios

Aethel Partners faz oferta de mais de R$ 13 bilhões pelo Chelsea

Investidora ainda afirmou que garantirá mais de R$ 330 milhões para despesas imediatas do clube

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 17/03/2022, às 14h16 - Atualizado às 14h20

Chelsea, de Azpilicueta e Mount, foi posto à venda pelo empresário russo Roman Abramovich - Reprodução / Instagram (@chelseafc)
Chelsea, de Azpilicueta e Mount, foi posto à venda pelo empresário russo Roman Abramovich - Reprodução / Instagram (@chelseafc)

O grupo de investimentos londrino Aethel Partners fez uma oferta de £ 2 bilhões (R$ 13,26 bilhões) pelo Chelsea. A informação é do diário The Telegraph, que afirmou que a empresa teria £ 50 milhões (R$ 331,6 milhões) imediatos para liberar ao clube com o intuito de fazer frente aos problemas financeiros causados ​​pelas sanções impostas pelo governo britânico a Roman Abramovich, atual proprietário do time, por suas ligações com Vladimir Putin e o governo russo.

Pelas proibições, o Chelsea, que é o atual campeão da UEFA Champions League e do Mundial de Clubes da FIFA, não pode vender ingressos para jogos individuais e está proibido de renovar contratos de jogadores, bem como contratar atletas. O banco americano Raine Group, que fará a gestão da venda, deu prazo até esta sexta-feira (18) para a apresentação de ofertas de potenciais compradores

Fundada pelo português Ricardo Santos Silva e pelo americano Aba Schubert em 2004, a Aethel Partners é descrita como uma empresa global de patrimônio privado, gestão de ativos alternativos e serviços financeiros. Os dois fundadores investem nas indústrias de tecnologia e mineração.

A investidora, no entanto, não é o único grupo interessado no Chelsea. Todd Boehl, Robert Johnson e a família Ricketts também estariam dispostos a fazer ofertas.

Roman Abramovich disse que os lucros da venda do clube seriam destinados a aliviar o sofrimento da Ucrânia com a invasão russa. Mas não está claro o que isso significa, já que o magnata russo fez  empréstimos ao Chelsea que totalizam £ 1 bilhão.