Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Compliance

Ajax promete mudança de conduta após escândalo do diretor Marc Overmars

Ídolo do clube nos anos 1990, dirigente pediu demissão após denúncias de assédio sexual

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 04/05/2022, às 12h27 - Atualizado às 12h29

Marc Overmars, ex-diretor de futebol do Ajax, pediu demissão após escândalo de assédio sexual - Divulgação / Ajax
Marc Overmars, ex-diretor de futebol do Ajax, pediu demissão após escândalo de assédio sexual - Divulgação / Ajax

O Ajaxprometeu mudar a cultura do clube, seguir regras de compliance e construir um local de trabalho seguro para as funcionárias após uma denúncia de assédio sexualcontra o diretor de futebol Marc Overmars, que pediu demissão em fevereiro.

O clube encarregou a Bezemer & Schubad de analisar a cultura do clube, e a agência confirmou que Overmars, diretor do Ajax por uma década, se envolveu em comportamento inadequado. A mídia holandesa informou que Overmars havia enviado fotos a funcionárias do clube.

“Várias mulheres dentro do Ajax foram confrontadas com comportamento indesejável”, disse o Ajax, em comunicado após o relatório.

”Isso variou de piadas ruins e comentários depreciativos ou ofensivos a um braço indesejado sobre o ombro e outros comportamentos agressivos. A investigação também confirma a gravidade do comportamento anteriormente comunicado de Marc Overmars. Várias mulheres relataram isso. Por uma questão de integridade, o relatório também menciona dois casos anteriores de outros envolvidos”, prosseguiu o comunicado.

Apesar disso, nenhuma das vítimas se apresentou à polícia para prestar queixa contra o antigo dirigente.

“Lamentamos não poder oferecer a essas mulheres um ambiente de trabalho seguro. Junto com a gestão e o RH, trabalharemos nas melhorias pretendidas. Os vários relatórios deixam claro que há trabalho a ser feito, para que fique claro para todos que comportamentos indesejáveis ​​não são aceitos, e, se algo ocorrer, os funcionários sintam-se à vontade para trazer à tona, chamar uns aos outros para prestar contas e denunciá-lo se necessário“, afirmou Leen Meijaard, presidente do conselho de supervisão do Ajax.

O time holandês informou que formulará um plano baseado na prevenção, além de um mecanismo interno de denúncia, mais responsabilidade para a alta administração e conscientização em todo o clube.

Em março, Overmars tornou-se diretor técnico do Real Antuérpia, quarto colocado do Campeonato Belga. O time do norte da Bélgica prometeu seguir regras de compliance para que casos assim não ocorram em sua diretoria.

“O Real Antuérpia aplaude que o Ajax queira tomar medidas concretas para criar um clima de trabalho seguro para todos os seus funcionários. Conforme relatado anteriormente, o RAFC [Real Antuérpia Futebol Clube, nome completo do time] vem usando um código de conduta claro há anos, e nosso clube aplica uma tolerância zero para comportamentos indesejáveis ​​no local de trabalho”, informou a equipe belga.