Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Mídia

Band "bate" Globo e transmitirá Mundial de Clubes da FIFA com exclusividade

Emissora paulista voltará a exibir a competição pela primeira vez desde 2013

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 20/12/2021, às 09h39

Após fiasco na edição passada, Palmeiras terá mais uma chance para conquistar o Mundial de Clubes da FIFA - Reprodução / Twitter (@Palmeiras)
Após fiasco na edição passada, Palmeiras terá mais uma chance para conquistar o Mundial de Clubes da FIFA - Reprodução / Twitter (@Palmeiras)

O Mundial de Clubes de 2021, que será disputado entre 3 e 12 de fevereiro de 2022, terá uma nova casa. Neste domingo (19), o diretor de jornalismo do Grupo Bandeirantes, Rodolfo Schneider, anunciou a aquisição dos direitos exclusivos por parte da emissora paulista durante a apresentação do programa Show do Esporte.

Com o acordo, será a primeira vez que a Globo não exibirá o Mundial com a presença de um clube brasileiro desde 2000. À época, o torneio organizado pela FIFA no Brasil e vencido pelo Corinthians em uma decisão caseira contra o Vasco também foi exibido pela Band.

Pelo lado da Band, a emissora voltará a exibir a competição pela primeira vez desde 2013, quando o Atlético Mineiro disputou o Mundial e acabou eliminado ainda nas semifinais para o Raja Casablanca (MAR).

A Band anunciou ainda que fará uma cobertura completa do evento, o que envolverá não só o canal aberto como também o Bandsports, a Rádio Bandeirantes, a Rádio BandNews FM e todos os canais digitais do grupo.

A principal aposta, claro, será na presença do Palmeiras, que tentará apagar a má campanha do ano passado, quando caiu nas semifinais para o Tigres (MEX) e acabou perdendo até a disputa de terceiro lugar para o Al-Ahly (EGI).

Nessa “nova chance”, o clube paulista jogará a semifinal contra o vencedor de Monterrey x Al-Ahly e, caso passe, deverá enfrentar o Chelsea pelo tão sonhado título em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.