Futebol

Brasil gera recorde à TV e problema à CBF

por Erich Beting
A
A

A transmissão ao vivo de Peru 2x4 Brasil em sinal aberto, anunciada uma hora antes de a partida começar na noite de terça-feira rendeu um recorde de audiência para a TV Brasil e pode gerar um problema para a CBF. O segundo jogo do Brasil nas Eliminatórias para a Copa do Mundo acabou sendo transmitido ao vivo pela emissora estatal após um acordo articulado pela CBF, que também mostrou a partida diretamente de seu site. O negócio representou um recorde à emissora pública. Nas duas principais praças, Rio de Janeiro e São Paulo, a TV Brasil alcançou média de 2,5 pontos na medição prévia do Ibope, ficando em quarto lugar entre as emissoras de TV aberta, um resultado inédito para o canal.

publicidade
Lucas Figueiredo/CBF
publicidade

Em São Paulo, a TV Brasil chegou a um pico de 3,3 pontos na medição. Em outras praças, o desempenho foi ainda melhor. Em Brasília, a TV Brasil chegou à vice-lide- rança no horário, com picos acima de dez pontos pela primeira vez na história. Em todas as praças, a Globo foi a líder de audiência entre 21h e 23h, período do jogo.


O bom desempenho da TV Brasil no Ibope mostrou também o abismo que se- para a transmissão do futebol da TV estatal para as emissoras privadas. Na última sexta-feira, o duelo entre Brasil e Bolívia anotou 27 pontos de audiência na Globo. O índice foi o melhor obtido pela emissora desde a final do Campeonato Paulista.

publicidade

Quem também transmitiu a vitória brasileira sobre os peruanos gratuitamente foi o site da CBF. E isso poderá gerar ao menos um problema diplomático para a entidade. Pelo acordo firmado com a Federação Peruana de Futebol, a CBF poderia exibir a partida pelo site, mas com o sinal restrito para o território brasileiro. O problema foi que a entidade não ativou o bloqueio por geolocalização, e o jogo ficou acessível para quem entrasse no site, independentemente do país de origem.


Essa atitude gerou revolta entre empresas que compraram os direitos de transmissão das Eliminatórias. Nos Estados Unidos, em que os jogos são exclusivos do streaming, a Integrated Sports, empresa responsável pelos direitos, ficou revoltada com a liberação do sinal e estuda o que pode fazer contra o vazamento. A CBF poderá ter de pagar uma multa pelo vazamento do jogo, ou até arcar com um processo judicial por perdas e danos dos detentores dos direitos de transmissão.

publicidade

No próximo mês haverá um novo capítulo da novela da transmissão das Elimina- tórias dos jogos do Brasil como visitante. Na quarta rodada, no dia 17 de novem- bro, a seleção brasileira enfrentará o Uruguai. Resta saber qual TV mostrará o jogo.

publicidade

Estreia do Flamengo levanta audiência da Copa do Brasil