Bundesliga fecha com OneFootball, Sorare e Topps como parceiros de NFTs

A Liga Alemã de Futebol (DFL), responsável pela organização da Bundesliga e da Bundesliga 2, concedeu licenças de mais de € 170 milhões para adesivos, cartões comerciais e tokens não fungíveis (NFTs) a três empresas: OneFootball, Sorare e Topps. O valor alcançado significa um aumento de 280% em relação aos negócios anteriores.

A partir da temporada 2023/2024, a plataforma digital OneFootball será parceira oficial da Bundesliga e terá o direito de criar cartões de troca digitais e NFTs de “momentos de vídeo” que podem ser coletados, negociados e vendidos.

Já a Sorare terá os direitos exclusivos de usar NFTs baseados em jogadores da Bundesliga em um fantasy game do universo do blockchain, estendendo um acordo inicial de dois anos assinado em outubro do ano passado. A Topps, por sua vez, ficará com os direitos de criar adesivos digitais físicos e jogos de cartas colecionáveis ​​e equivalentes de NFTs.

Os três acordos relacionados aos NFTs terão duração de dois anos, ou seja, até o final da temporada 2024/2025. Já o acordo físico com a Topps foi assinado até o final da temporada 2028/2029.

“Não poderíamos imaginar, quando começamos a trabalhar com a Bundesliga, que construiríamos a parceria e alcançaríamos o status de parceiro oficial. Agora, como parceiro oficial desta organização incrível, uma das ligas mais inovadoras do mundo, temos a chance de construir um relacionamento de longo prazo que nos dá a chance de levar dezenas de milhões de torcedores de futebol da Web 2.0 para a Web. 3.0”, declarou Lucas von Cranach, fundador e executivo-chefe do OneFootball.

“Nossa visão é conectar o mundo do futebol e ampliar o jogo. Esse relacionamento de longo prazo significa que podemos fazer exatamente isso, dando aos fãs a oportunidade de possuir ativos digitais para que tenham mais acesso, mais propriedade e se aproximem ainda mais do jogo que todos amamos, de uma maneira que nunca foi feita antes”, completou o executivo.

Com o acordo, o OneFootball ganha força para se tornar um importante player no mercado emergente de produtos blockchain baseados em esportes. Ao mesmo tempo, a parceria marca uma evolução na estratégia NFT da Bundesliga, além de fornecer receitas adicionais para os clubes das duas principais divisões do futebol do país.

“Decidimos nos certificar de que nos tornaríamos especialistas sobre a tecnologia NFT e, se não soubéssemos algo, iríamos perguntar a outras pessoas que sabiam as respostas. Como empacotamos [esses direitos] para maximizar a receita de que precisamos para os clubes, mas também estruturar de forma que cuidemos dos torcedores e de todas as preocupações que vêm com as NFTs? Acreditamos que conseguimos isso”, afirmou Robert Klein, presidente-executivo da Bundesliga International.

“Ainda estamos caminhando com cautela, e daqui dois anos é o fim do ciclo da TV doméstica. O espaço está sempre evoluindo, e tenho certeza de que o pacote que venderemos em dois anos será fundamentalmente diferente”, acrescentou o mandatário.