Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Premiação

Campeão da Libertadores masculina ganhará 10 vezes mais que vencedor da feminina

CONMEBOL aumentou premiação e distribuirá US$ 244,36 milhões em torneios para 2022

Adalberto Leister Filho - São Paulo (SP) Publicado em 20/12/2021, às 14h00 - Atualizado às 14h02

Campeão da Libertadores masculina em 2022 receberá mais de R$ 90 milhões em premiação - Divulgação / CONMEBOL
Campeão da Libertadores masculina em 2022 receberá mais de R$ 90 milhões em premiação - Divulgação / CONMEBOL

A Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL) anunciou, nesta segunda-feira (20), que aumentou o valor das premiações dadas aos clubes nas competições sul-americanas para 2022 em US$ 15,1 milhões (R$ 86,4 milhões). No total, a entidade passará de US$ 229,26 milhões (R$ 1,31 bilhão) para US$ 244,36 milhões (R$ 1,39 bilhão).

O anúncio foi feito no Paraguai, durante o sorteio dos jogos da Pré-Libertadores e dos primeiros duelos eliminatórios da Copa Sul-Americana.

Pela nova distribuição, o campeão da Libertadores masculina receberá US$ 16 milhões (R$ 91,5 milhões) de premiação. Já o vencedor da Libertadores feminina teve o valor aumentado para US$ 1,5 milhão (R$ 8,6 milhões). Ou seja, quem erguer o troféu do torneio masculino terá direito a um pagamento mais de 10 vezes superior ao dono da “glória eterna” da competição feminina.

“Queremos promover o futebol em todas as suas modalidades e em ambos os sexos. E devolvendo ao futebol o que é do futebol, também vamos recuperar a nossa identidade. É assim que voltaremos a conquistar o mundo, no nível dos clubes e das seleções”, afirmou Alejandro Domínguez, presidente da CONMEBOL.

Ao longo da competição, porém, o desnível de premiação entre masculino e feminino fica mais evidente. Quem chegar à final entre os homens, já terá acumulado mais US$ 25,05 milhões (R$ 143,3 milhões) por ter superado as diferentes fases prévias da Libertadores.

A CONMEBOL também divulgou aumentos na Libertadores masculina para a fase 1 (US$ 400 mil ou R$ 2,3 milhões por jogo), fase 2 (US$ 500 mil ou R$ 2,86 milhões por duelo) e fase 3 (US$ 600 mil ou R$ 3,43 milhões por partida).

Já o campeão da Copa Sul-Americana receberá US$ 5 milhões (R$ 28,6 milhões), o que representa um acréscimo de US$ 1 milhão (R$ 5,72 milhões) em relação ao que o Athletico Paranaense recebeu em 2021.

Já a Recopa Sul-Americana, torneio que reúne os campeões da Libertadores e da Sul-Americana, também terá aumento da premiação, com montante atingindo US$ 1,6 milhão (R$ 9,15 milhões). O vice-campeão levará para casa US$ 800 mil (R$ 4,576 milhões).

Na Libertadores feminina, além do prêmio de US$ 1,5 milhão ao vencedor, o vice-campeão ficará com US$ 500 mil (R$ 2,86 milhões)

A CONMEBOL também patrocinará os campeonatos locais de cada federação filiada com US$ 1 milhão (R$ 5,72 milhões) em 2022. Cada país decidirá de que forma aplicará esse dinheiro.