Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Voz oficial

Canais próprios viram meio de Ronaldo falar sobre compra do Cruzeiro

Ex-jogador evitou entrevistas e centralizou divulgação de novidades em canais próprios, especialmente na Twitch

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 20/12/2021, às 08h27 - Atualizado às 08h29

Ronaldo deu "entrevista" para o ator e amigo Bruno de Luca para falar sobre o que fará após a compra do Cruzeiro - Reprodução / RonaldoTV
Ronaldo deu "entrevista" para o ator e amigo Bruno de Luca para falar sobre o que fará após a compra do Cruzeiro - Reprodução / RonaldoTV

Ronaldo adotou uma estratégia diferente para falar sobre a compra do Cruzeiro com relação àquela que marcou os dias seguintes ao anúncio da aquisição do Real Valladolid, da Espanha, em 2018. Na compra do clube espanhol, o Fenômeno deu uma entrevista exclusiva ao “The New York Times” para comentar sobre a aquisição do clube e comentar os planos que tinha pela frente.

Agora, porém, Ronaldo usou apenas seus canais oficiais para falar sobre a compra. Além do seu perfil no Instagram, o veículo escolhido pelo Fenômeno para detalhar um pouco mais do que pretende fazer foi o recém-lançado canal RonaldoTV na Twitch.

Por meio de uma entrevista feita pelo ator Bruno de Luca, seu amigo e que estava com Ronaldo no espaço onde acontecia o “Galácticos Open”, torneio beneficente de tênis organizado pelo Fenômeno com amigos tenistas, o ex-jogador deu uma entrevista que pode frear os ânimos daqueles que esperavam um trabalho marcado por muito dinheiro sendo injetado para levar grandes jogadores para o Cruzeiro nos próximos meses.

A tendência é de que Ronaldo só deva dar as primeiras entrevistas não controladas para a imprensa no dia 2 de janeiro, data do aniversário de 101 anos do Cruzeiro e que deverá ser usada para marcar a “apresentação” do ex-jogador como dono do clube.

A preocupação em não vazar qualquer informação sobre a compra do Cruzeiro era uma das condições de Ronaldo para seguir o interesse em adquirir o clube. Tanto que os próprios dirigentes cruzeirenses só foram saber da participação de Ronaldo no negócio no sábado (18) pela manhã, um dia depois de a figura da Sociedade Anônima de Futebol (SAF) do Cruzeiro ter sido criada.