Chronus Sport Tech, aplicativo voltado a técnicos e jogadores, chega ao mercado

Desenvolvido pela empresa franco-brasileira Mooh!Tech, o aplicativo Chronus Sport Tech apresentará relatórios com atributos técnicos, de saúde e de reputação de jogadores, que poderão ser analisados por clubes e empresários.

A plataforma, lançada nesta semana, analisa vídeos de jogos televisionados e materiais enviados por atletas para extrair relatórios técnicos. A tecnologia foi projetada em parceria com as companhias Tribally, com sede nos Estados Unidos, e FootCoin, da Espanha.

O aplicativo é voltado para todo o mercado da bola e gera cards iguais aos games, estabelecendo um ranqueamento baseado nos atributos. Na prática, dirigentes, treinadores e empresários poderão acessar informações de jogadores, histórico de partidas, relatórios técnicos, condições físicas e ainda a imagem pública dos atletas. Por meio de informações, o Chronus Sport Tech, que estará aberto para cadastros a partir do dia 10 de maio, traça perfis e rankings.

“Além de contribuir com a profissionalização nos processos de comparação entre atletas, o aplicativo tem uma função social: há muitos jogadores talentosos, mas com pouca visibilidade. Até mesmo amadores, que atuam em ‘condições fantasmas’, poderão cadastrar seus trabalhos para avaliação na plataforma”, contou Everton Cruz, CEO da Mooh!Tech.

Apesar de não ser considerado um jogo, a plataforma traz cartas e ranking de atletas. Os atributos de saúde são coletados pelo “Chronus iPassport“, tecnologia que também é da Mooh!Tech e registra resultados de exames, histórico de lesões e informações sobre vacinação.

Já os de reputação são estabelecidos a partir do cruzamento de dados coletados por um algoritmo, que leva em consideração notícias e análises da mídia, além de publicações nas redes sociais envolvendo o nome de atletas e treinadores.

“Toda tecnologia tem que ser utilizada para melhorar a vida das pessoas. Nosso objetivo com o Chronus Sport Tech é trazer desenvolvimento para o mundo do futebol e avanços ao mercado. Além de ser um meio de conexão, as informações apresentadas pela plataforma poderão ser utilizadas pelos players de diversas formas”, afirmou o executivo.

A utilização de informações do mundo virtual não é uma novidade no futebol. Bicampeão da Libertadores pelo Palmeiras, o técnico Abel Ferreira já declarou publicamente que utiliza o jogo “Football Manager” para avaliar características de jogadores e estudar contratações.

Segundo ele, o nível de informações e estatísticas do game é muito real, além de ser um dos lugares explorados pelo treinador para conhecer a capacidade física, técnica e mental dos atletas. Nomes conhecidos e renomados do futebol mundial, como José Mourinho, Antoine Griezmann e Felipe Melo também já assumiram jogar de forma assídua o Football Manager“.

Desenvolvedora do app, a Mooh!Tech já atua no mercado esportivo e utiliza a tecnologia “Chronus iPassport”, voltado à área da saúde, em eventos.

Durante a pandemia, a ferramenta foi utilizada no GP São Paulo de Fórmula 1, no Autódromo de  Interlagos, em São Paulo, que reuniu mais de 180 mil pessoas; no Super Bowl, para 70 mil telespectadores; e no show do Indochine, no Stade de France, em Paris.

No futebol, a empresa é parceira oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nos jogos da seleção em território brasileiro. Os duelos contra Paraguai, em Minas Gerais; Uruguai, em Manaus; e Colômbia, em São Paulo, fizeram uso do passaporte de profilaxia da companhia, que monitora o controle de vacinação.