Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Juntos

Clubes belgas aprovam fusão com holandeses para Beneleague

Redação Publicado em 16/03/2021, às 19h46

Imagem Clubes belgas aprovam fusão com holandeses para Beneleague
Pro League, da Bélgica, pode se fundir com a Eredivise, da Holanda, e criar a BeneLeague
Divulgação

A proposta de criação de uma superliga de futebol formada pelos principais clubes da Holanda e da Bélgica está cada vez mais perto de se tornar realidade. Nesta terça-feira, a Assembleia Geral da Pro League, a primeira divisão da Bélgica, aprovou a criação da Beneleague, como a junção das ligas dos dois países tem sido apelidada. Os clubes belgas aceitaram, por unanimidade, avançar pela criação da liga única, sem ter ainda um projeto concreto de como funcionaria a competição.

“Há um apoio unânime para dar todas as chances à possível realização da Beneleague. Isso deve ser acompanhado pela garantia de estabilidade econômica para os outros clubes profissionais através da criação de uma liga nacional principal”, declarou Peter Croonen, presidente da Pro League, após o encontro.

A liga belga agora buscará aprofundar as conversas com a liga holandesa e com a Eleven, detentora dos direitos de transmissão da Pro League, para tentar acelerar a criação de uma liga conjunta. No contrato com a Eleven, já estaria inclusive prevista a possibilidade de criação de uma 'superliga', sem prejuízo ao contrato assinado até o final da temporada 2024-25.

Desde 1996 que a possibilidade de criação de uma liga única envolvendo belgas e holandeses é aventada. Em 2000, os dois países se uniram para organizar a Eurocopa.

As conversas para fundar a liga se intensificaram durante a pandemia. No início deste ano, a consultoria Deloitte publicou um estudo encomendado pela Federação Holandesa de Futebol (KNVB) mostrando que uma liga combinada dos dois países poderia gerar vendas de direitos de mídia de até € 400 milhões (US$ 476 milhões) por temporada. Atualmente, cada liga, separadamente, fatura cerca de € 80 milhões por ano.

A junção de belgas e holandeses para ligas esportivas já acontece desde 2008 no handebol e desde 2015 no hóquei no gelo. Em ambas, a competição leva o nome de BeNe League.