Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Negócios

Clubes da França aprovam investimento de € 1,5 bilhão da CVC na Ligue 1

PSG receberia maior parcela e ficaria com € 200 milhões de aporte financeiro

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 28/03/2022, às 11h55 - Atualizado às 11h57

PSG, de Neymar, ficará com parcela de € 200 milhões de investimento da CVC Capital Partners na Ligue 1 - Reprodução / Instagram (@neymarjr)
PSG, de Neymar, ficará com parcela de € 200 milhões de investimento da CVC Capital Partners na Ligue 1 - Reprodução / Instagram (@neymarjr)

Os clubes da Ligue 1, primeira divisão do futebol da França, aprovaram um acordo de investimento de € 1,5 bilhão da CVC Capital Partners na Liga de Futebol Profissional (LFP). Os clubes da segunda divisão (Ligue 2) também concordaram com o investimento.

No início do mês, foi confirmado que a LFP havia entrado em discussões exclusivas sobre a CVC, com sede em Luxemburgo, que assumiria participação de 13% da liga com pagamento de € 1,5 bilhão na nova empresa comercial da entidade que negociará a venda dos direitos de transmissão da Ligue 1. A LFP informou que o acordo faria com que o braço comercial da liga francesa fosse avaliado em € 11,5 bilhões.

A CVC venceu a concorrência contra Hellman & Friedman, Oaktree Capital e Silver Lake pela participação, aumentando seu extenso portfólio de investimentos esportivos, que também inclui rúgbi, críquete e vôlei.

Não foram divulgados os detalhes sobre como o montante será distribuído aos clubes. De acordo com os jornais L'Équipe e RMC Sport, a LFP receberá um valor inicial de € 600 milhões em julho. O PSG, tido como maior clube da França, supostamente receberia € 200 milhões do investimento de € 1,5 bilhão. O time de Neymar, Messi e Mbappé teria inicialmente pedido cerca de 30% do total.

Olympique de Marselha e Lyon ficariam com € 90 milhões, enquanto Nice, Rennes, Monaco e Lille receberiam € 80 milhões cada um.

Segundo a RMC Sport, esses pagamentos serão feitos ao longo dos anos. O primeiro valor será de 40% do total, seguido de parcelas consecutivas de 30% nas próximas duas temporadas.

Os clubes restantes da Ligue 1 receberão € 33 milhões cada. Desse montante, € 16,5 milhões estarão disponíveis em julho, e a metade restante será recebida em junho de 2023.

A LFP também receberia de imediato € 170 milhões para pagar um empréstimo estatal que tomou durante o auge da pandemia de Covid-19. Além disso, a organização colocará € 100 milhões (US$ 109,6 milhões) em um fundo de reserva, e outros € 100 milhões serão usados ​​para custos operacionais da nova empresa comercial.

Ao que tudo indica, o acordo deverá ser formalmente assinado na Assembleia Geral da LFP, que ocorrerá na próxima sexta-feira (1).