Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Negócios

Clubes fundadores da Superliga ainda são acionistas da competição

Redação Publicado em 31/05/2021, às 18h07

Imagem Clubes fundadores da Superliga ainda são acionistas da competição

Os doze clubes fundadores da Superliga ainda mantêm o capital que possuem na empresa que administra a competição, de acordo com El Confidencial.  O acordo assinado entre Manchester United, Arsenal, Chelsea, Tottenham, Manchester City, Liverpool, Real Madrid, Barcelona, Atlético Madri, Inter de Milão, AC Milan e Juventus ainda está em vigor e não foi resolvido, nem se tentou resolvê-lo.

De acordo com a mídia, que publicou o acordo comercial privado assinado pelas partes, indica que o projeto continua apesar de todos os clubes, exceto FC Barcelona, Real Madrid e Juventus FC, terem saído. O documento afirma que "os fundadores concordaram em ser co-proprietários e igualmente proprietários da European Super League Company, uma empresa de responsabilidade limitada que será proprietária, administrará e operará a Super League diretamente e através de uma série de subsidiárias".

Em 7 de maio, nove dos 12 clubes envolvidos aceitaram as condições da Uefa para se reconciliarem com a competição. Em uma declaração, Uefa explicou que "num espírito de reconciliação, e para o bem do futebol europeu, nove dos doze clubes envolvidos no chamado projeto da Superliga apresentaram à Uefa uma declaração de compromisso que define a posição desses clubes, incluindo seu compromisso com as competições dos clubes da Uefa, bem como com as competições nacionais de clubes".