Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Futebol

Com Kwai e Nivea, Brasileirão estreia patrocínios digitais

Erich Beting Publicado em 31/05/2021, às 10h47

Imagem Com Kwai e Nivea, Brasileirão estreia patrocínios digitais

O Campeonato Brasileiro terá, em 2021, dois patrocinadores apenas para suas plataformas digitais. A Nivea Men e a plataforma de vídeos curtos Kwai foram anunciados na última sexta-feira (28) como parceiros digitais para a competição, que começou no sábado.

O Kwai trará bastidores dos jogos, interação com torcedores, jogadores, clubes e criadores de conteúdo, além de permitir a inserção de filtros exclusivos e votações para decidir os melhores gols e comemorações do campeonato.

“O compromisso da Kwai com a cultura e as paixões brasileiras é o que tem movido nossas últimas parcerias. Sabemos da importância do esporte e de como podemos fazer a diferença na vida de torcedores que não poderão acompanhar seus times preferidos presencialmente. Iremos mostrar uma nova forma de vivenciar essa competição”, afirmou Mariana Sensini, diretora da empresa no Brasil.

Kwai é o novo parceiro digital da CBF
Divulgação

Além do Kwai, a Nivea usará a marca Nivea Men para ativar o patrocínio digital ao campeonato. O acordo com a CBF e a agência Feng, responsável pela gestão digital do torneio, prevê uma série de ativações ao longo dos próximos meses envolvendo o site oficial do Brasileirão, os canais do torneio nas redes sociais e ainda premiações envolvendo ingressos para jogos, tão logo seja possível o retorno de público aos estádios.

"Esta parceria enaltece o futebol nacional, a cultura e os laços criados por esse esporte. Estamos muito felizes em apoiar o Brasileirão, maior e mais acirrado campeonato do país e oitava liga de maior audiência nas redes sociais em todo mundo, que exige ir além dentro de campo e conecta milhões de pessoas por um amor em comum, o futebol", disse em nota Andréa Bó, diretora de marketing da Nivea Brasil.

Os dois acordos reforçam a estratégia da CBF de fazer das plataformas digitais do Brasileirão as maiores do mundo entre todas as ligas esportivas. Há dois anos que a entidade começou a investir em perfis exclusivos para os torneios e tem buscado novas receitas a partir de acordos do gênero. Essa é a primeira vez que esses patrocínios são fechados.