Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Consciência Negra

Com parcerias, Sportv lança campanha contra o racismo no esporte

Canal se uniu ao Observatório da Discriminação Racial no Futebol e à empresa Play For a Cause

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 22/11/2021, às 15h13 - Atualizado às 15h15

Vídeo da campanha é estrelado pela apresentadora Karine Alves e pelo narrador Daniel Pereira - Divulgação / https://playforacause.com.br/sportv/
Vídeo da campanha é estrelado pela apresentadora Karine Alves e pelo narrador Daniel Pereira - Divulgação / https://playforacause.com.br/sportv/

O Sportv se uniu ao Observatório da Discriminação Racial no Futebol e à Play For a Cause (empresa brasileira que promove ações de marketing de causa no esporte) para lançar uma campanha em prol do respeito no futebol. No mês da Consciência Negra, a ideia é promover o fim, de uma vez por todas, do racismo no esporte em geral, especialmente na modalidade mais praticada no mundo.

O vídeo da campanha estará presente nos intervalos da programação do canal e terá desdobramentos no GE e nas redes sociais, com infográficos, números e dados do Observatório, além de uma série de conteúdos e ações especiais. Estrelado pela apresentadora Karine Alves e pelo narrador Daniel Pereira, o filme incentiva que todos, independentemente do time que torcem, vistam a mesma camisa, a do torcedor antirracista, e denunciem qualquer caso de discriminação.

Nesta segunda-feira (22), no “Bem, Amigos!”, programa comandado por Galvão Bueno, o narrador e apresentador “convocará” os profissionais do Sportv para vestir e assinar a camisa do torcedor antirracista, que será leiloada no site da Play For a Cause até o dia 21 de dezembro. Todo o dinheiro arrecadado será revertido para o Observatório da Discriminação Racial no Futebol.

De acordo com o “Relatório Anual da Discriminação Racial no Futebol”, mesmo com grande parte das competições suspensas por conta da pandemia, foram 68 ocorrências em 2020, além de outros tantas não denunciadas.