Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Batismo

Com volta do público, Neo Química Arena estreia setores com patrocínios

Estádio do Corinthians batizou setores com nomes de marcas de medicamentos da Hypera Pharma

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 06/10/2021, às 06h06 - Atualizado às 06h15

Para colocar patrocínios, marcas tiveram de adotar as cores preta e branca, além de pictogramas exclusivos - Divulgação / Corinthians
Para colocar patrocínios, marcas tiveram de adotar as cores preta e branca, além de pictogramas exclusivos - Divulgação / Corinthians

A volta da torcida do Corinthians à Neo Química Arena depois de quase 17 meses marcou também a inauguração do patrocínio aos diferentes setores do estádio do clube paulista. Um dos pilares do projeto de cessão dos naming rights para a Hypera Pharma, o patrocínio dos setores estava previsto em contrato, mas não chegou a ser implementado por conta da pandemia.

As marcas de medicamentos que não precisam de prescrição médica para serem comprados e que foram escolhidas para batizar os setores foram Engov, Doril, Neosaldina, Epocler, Benegrip e Buscopan.

Agora, os diferentes setores, que antes eram determinados pela localização geográfica, passam a ser chamados de: Setor Norte Engov, Setor Sul Doril, Setor Leste Superior Neosaldina, Setor Leste Inferior Epocler, Setor Oeste Superior Benegrip e Setor Oeste Inferior Buscopan. Além disso, diferentes espaços da arena, como acessos e elevadores, ganharam as marcas e pictogramas, que mantiveram as cores branca e preta, características do Corinthians.

“Este jogo marca a inauguração real da Neo Química Arena, com presença do público. Temos orgulho de contribuir para que o estádio seja pioneiro em iniciativas que ofereçam uma experiência única que reaproxima os torcedores do seu esporte favorito e seu clube do coração”, afirmou Breno Oliveira, CEO da Hypera Pharma.

Uma agência foi contratada para fazer com que a comunicação das marcas não interferisse na experiência do torcedor. A ideia foi manter as logomarcas sempre nas cores do clube, para que o torcedor não tivesse rejeição à propaganda excessiva.

A ideia de vender patrocínio para setores de estádios foi usada pela primeira vez pelo Estádio da Luz, casa do Benfica, de Portugal. Na reinauguração do local, para a Euro 2004, a Coca-Cola e a marca de cerveja Sagres “batizaram” as arquibancadas da Nova Luz. No Brasil, em 2007, o Palmeiras criou, em parceria com a Visa, o Setor Visa no antigo Palestra Itália, enquanto o América-MG fez um acordo semelhante com a Brahma para o Independência.