Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Multa

Conmebol pune Grêmio e Palmeiras por emboscadas

Redação Publicado em 23/12/2020, às 11h04

Imagem Conmebol pune Grêmio e Palmeiras por emboscadas

Dois clubes brasileiros foram multados pela Conmebol por burlarem o artigo do regulamento da Libertadores que lida diretamente com marketing de emboscada. Palmeiras e Grêmio terão que arcar com o pagamento de US$ 35 mil à Conmebol por situações distintas relacionadas a patrocinadores.

No caso do time paulista, o problema aconteceu por conta de marcas não-patrocinadoras da Libertadores que foram expostas no estádio do Palmeiras. Segundo o blog do jornalista Marcel Rizzo, do "Uol", uma das marcas foi da Allianz, a seguradora que mantém os naming rights da arena da equipe paulista.

Em relação ao Grêmio, o problema aconteceu nas redes sociais. Segundo o portal "GaúchaZH", a multa foi aplicada por conta de um patrocinador do clube que fez referência direta à Libertadores em uma publicação. Não foi revelado qual marca parceira da equipe que cometeu o erro em seu canal de comunicação.

Nos dois casos, os clubes podem recorrer à medida da Conmebol. Originalmente, a multa por emboscada é de US$ 50 mil, cerca de R$ 260 mil. A confederação sul-americana, no entanto, tem aplicado descontos nas notificações por conta da pandemia do Covid-19, que tem atingido as contas das equipes de futebol.

Segundo a Conmebol, os dois clubes desrespeitaram o artigo 5.8.4 da competição, que trata de ações de emboscada, com uma série de medidas para defender os patrocinadores oficiais do torneio. Pelo texto, as equipes participantes são responsáveis por ações ilegais de seus parceiros, como atividades de comunicação com as marcas do torneio sul-americano. Por isso, Grêmio e Palmeiras foram autuados mesmo sem terem sido os autores diretos das publicidades.

Gabriel Menino aponta para a câmera e comemora o terceiro gol do Palmeiras sobre o Libertad, na Copa Libertadores
Cesar Grecco/Ag. Palmeiras