Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Calote?

Corinthians aguarda Taunsa e diz que tem garantia de que receberá de patrocinador

Duílio Monteiro Alves, presidente corintiano, afirmou ser normal atraso do pagamento de salário de Paulinho

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 23/03/2022, às 16h31 - Atualizado às 16h33

CEO da Taunsa, Cleidson Cruz (à dir.), com Abdulla Saeed Al Naboodah, chairman da Al Naboodah Investments LLC - Reprodução / Linkedin (Taunsa Group)
CEO da Taunsa, Cleidson Cruz (à dir.), com Abdulla Saeed Al Naboodah, chairman da Al Naboodah Investments LLC - Reprodução / Linkedin (Taunsa Group)

O presidente do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, tentou minimizar qualquer crise com a Taunsa, patrocinadora apresentada no começo do ano pelo clube e que deveria ser responsável pelo pagamento dos salários do meia Paulinho, repatriado e apresentado pelo parceiro em janeiro.

Em entrevista à ESPN, o mandatário alvinegro colocou panos quentes no fato de o clube ter arcado com o salário de Paulinho no mês de março, e considerou “normal” a Taunsa enfrentar um problema para pagar o atleta.

“A gente entende um problema financeiro de uma empresa, como é normal no mundo todo. Acontece”, afirmou Duílio à ESPN, depois de participar da eleição da presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

De acordo com o dirigente, de qualquer maneira o clube receberá os vencimentos da Taunsa. A empresa é ligada ao agronegócio e, quando foi anunciada como patrocinadora do Corinthians, afirmou que havia recebido investimento de um fundo de Dubai.

“A gente tem um parceiro e aguarda que ele tenha a solução. Se não tiver, o Corinthians tem todas as condições de tomar as medidas necessárias para que possa receber”, completou Duílio.