Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Negócios

CVC Capital Partners adquire 10% da LaLiga por € 2,7 bilhões

Redação Publicado em 04/08/2021, às 14h23

Imagem CVC Capital Partners adquire 10% da LaLiga por € 2,7 bilhões
Reprodução

A empresa de patrimônio privado CVC Capital Partners adquiriu uma participação de 10% dos negócios da LaLiga (órgão que comanda as duas principais divisões do futebol espanhol) por € 2,7 bilhões. O acordo ainda requer a aprovação dos clubes e do próprio comitê de investimentos da CVC, mas deve ser ratificado ainda nesta quarta-feira (4) e proporcionará aos times uma injeção financeira considerada bem-vinda após um ano e meio de luta contra a pandemia de Covid-19.

Mesmo antes da confirmação, a LaLiga disse, em um comunicado oficial, que colocaria todos os seus negócios, subsidiárias e joint ventures em uma nova empresa na qual a CVC deteria uma participação minoritária de 10% do capital. A liga manteria os direitos de governar e organizar suas competições, bem como vender seus direitos audiovisuais.

“Um acordo estratégico inclusivo, equitativo e democrático, que não só protege a viabilidade econômica de todos os clubes espanhóis de futebol, mas também abre um novo presente e futuro para eles, permitindo-lhes avançar em seu desenvolvimento e transformação por uma década”, comentou a LaLiga.

Pelos termos do acordo, todos os clubes envolvidos nas duas principais divisões do futebol espanhol se comprometerão a gastar 90% do montante de € 2,7 bilhões em projetos de infraestrutura, marketing e construção de marca, com foco também em tecnologia, dados e desenvolvimento de conteúdo digital

“O objetivo deste acordo é liderar a transformação que o mundo do entretenimento está passando e maximizar todas as oportunidades de crescimento que os clubes têm para desenvolver um novo modelo de negócios que lhes permita diversificar e intensificar os modelos de geração de renda e marketing”, completou a liga espanhola.

A iniciativa não é inédita entre as principais ligas de futebol do mundo. No início deste ano, a Serie A, da Itália, aceitou uma oferta de empresas de capital privado, incluindo a CVC Capital Partners, para vender uma participação de 10% em uma nova entidade que administraria seus negócios de direitos de mídia por € 1,7 bilhão. No entanto, alguns clubes, entre eles Inter de Milão e Juventus, bloquearam o acordo por considerarem que “subestimava a liga”.

Por esse motivo, ainda resta saber se os clubes espanhóis votarão a favor do acordo ou se seguirão o mesmo caminho dos times italianos. Segundo o site britânico SportBusiness, os prejuízos financeiros causados pela pandemia desde março do ano passado podem ser a motivação necessária para a decisão na Espanha ser diferente da vista na Itália.

No mês passado, a LaLiga revelou que a Covid-19 levou a uma queda de 65% nos lucros dos clubes espanhóis das duas principais divisões na temporada 2020/2021, inteiramente disputada em meio à pandemia. A princípio, o dinheiro seria um incentivo extra bem-vindo aos clubes, inclusive para os gigantes Real Madrid e Barcelona.

Com relação à CVC, vale ressaltar que a empresa se tornou uma das investidores mais ativas no segmento esportivo nos últimos anos. Recentemente, concluiu um acordo para comprar uma participação de 14,3% na Six Nations Rugby, torneio tradicional de rúgbi europeu disputado todos os anos, por € 429,2 milhões. Além disso, a empresa de patrimônio privado também se comprometeu a desembolsar US$ 300 milhões para adquirir uma participação de 33% de um veículo que gerencia os direitos comerciais da Federação Internacional de Voleibol (FIVB).