Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Digital

DAZN terá Champions League feminina no YouTube para o mundo todo

Redação Publicado em 30/06/2021, às 16h45

Imagem DAZN terá Champions League feminina no YouTube para o mundo todo

A Uefa fechou um novo acordo com o DAZN e o YouTube para a Champions League feminina. Durante as próximas duas temporadas (2021/2022 e 2022/2023), todas as 61 partidas serão transmitidas ao vivo no DAZN e no canal da plataforma no YouTube para o mundo inteiro. Já para as temporadas 2023/2024 e 2024/2025,  as partidas continuarão ao vivo no DAZN, porém apenas 19 delas serão disponibilizadas gratuitamente no canal no YouTube.

"Este acordo é uma novidade para o futebol feminino, pois esta parceria entre a Uefa, o DAZN e o YouTube garantirá que a Champions possa ser vista pelos torcedores, por todas as pessoas que amam este jogo, onde quer que estejam no mundo. Tal visibilidade muda tudo", disse Nadine Kessler, chefe de futebol feminino da Uefa.

A entidade que comanda o futebol europeu revelou, em um comunicado à imprensa, que se trata de "um dos maiores acordos de transmissão na história do futebol feminino e significa outra mudança no compromisso global da Uefa e seus parceiros com o esporte feminino, centrado na missão de fazer crescer a Champions League, transformando mais jogadoras e times em nomes familiares, e inspirando a próxima geração de jogadoras". Para a Uefa, "tudo isso começa com mais pessoas em todo o mundo assistindo ao jogo".

O novo formato da Uefa para a Champions feminina possui uma fase de grupos com 16 equipes, cujos direitos são vendidos de forma centralizada. O aumento da receita "construiu as bases" para o modelo de distribuição financeira que verá € 24 milhões voltarem a ser investidos no futebol feminino em toda a Europa.

"Há dois anos, quando lançamos a primeira estratégia de futebol feminino da Uefa, 'Time for Action', prometemos uma ação que levará a um jogo maior, mais profissional e mais próspero até 2024. Várias iniciativas se seguiram desde então, e este verão é um salto gigantesco nessa direção", resumiu Aleksander Ceferin, presidente da entidade.