Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Rússia na berlinda

Everton segue "tendência" e rompe três acordos de patrocínio com empresas russas

Clube inglês encerrou parcerias com USM, Megafon e Yota por conta do conflito iniciado na Ucrânia

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 02/03/2022, às 10h28 - Atualizado às 10h30

Lateral-esquerdo Vitaliy Mykolenko tem recebido "apoio total" do Everton - Reprodução / Twitter (@Everton)
Lateral-esquerdo Vitaliy Mykolenko tem recebido "apoio total" do Everton - Reprodução / Twitter (@Everton)

Desde que a Rússia invadiu a Ucrânia e deu início a uma guerra que já dura uma semana, clubes e entidades esportivas não param de tomar atitudes contra o país governado por Vladimir Putin. Nesta quarta-feira (2), foi a vez do Everton, clube que disputa a Premier League.

O clube de Liverpool anunciou, em seu site e suas redes sociais, o rompimento de três patrocínios com empresas russas: a holding com participações significativas nos setores de metais e mineração, telecomunicações, tecnologia e internet USM, a operadora de telefonia móvel Megafon e a fabricante de smartphones e especialista em banda larga móvel Yota.

Com a iniciativa, o Everton segue, por exemplo, o Schalke, da Alemanha, que rescindiu o acordo de patrocínio com a empresa estatal russa de energia Gazprom. A companhia, maior exportadora de gás natural do mundo, também teve sua parceria com a UEFA rompida. O Manchester United também já encerrou o contrato que possuía com a companhia aérea russa Aeroflot, enquanto a escuderia Haas, da F1, retirou o patrocínio da exportadora de fertilizantes russa Uralkali dos carros e pode encerrar o acordo nos próximos dias.

No comunicado oficial, o Everton ainda afirmou que está trabalhando para dar “apoio total“ ao lateral-esquerdo ucraniano Vitaliy Mykolenko, que faz parte do elenco, e também à família do jogador.

Veja abaixo a postagem feita na manhã desta quarta-feira (2), que foi reproduzida inclusive no Twitter oficial em português do clube inglês: