Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Vai fechar?

EXCLUSIVO: Em conversas com emissoras, CONMEBOL cogita Libertadores fora da TV aberta

Entidade e FC Diez sinalizaram que poderão vender a transmissão dos jogos apenas para plataformas pagas

Erich Beting - São Paulo (SP) Publicado em 10/02/2022, às 08h05

Libertadores abrirá espaço para plataformas de streaming em novos pacotes de mídia para o período entre 2023 e 2026 - Divulgação / CONMEBOL
Libertadores abrirá espaço para plataformas de streaming em novos pacotes de mídia para o período entre 2023 e 2026 - Divulgação / CONMEBOL

As transmissões das duas principais competições de clubes do continente sul-americano, as Copas Libertadores e Sul-Americana, poderão ser exclusivas de plataformas de streaming no ciclo de 2023 a 2026. Pelo menos é isso o que sinalizaram CONMEBOL e FC Diez, responsáveis pela negociação dos direitos de transmissão dos dois torneios.

Nesta semana, a agência que comercializa os direitos das competições de clubes da CONMEBOL deu início ao “roadshow” para apresentar os pacotes de direitos de transmissão que serão disponibilizados ao mercado para o próximo quadriênio.

Segundo fontes ouvidas pela Máquina do Esporte, além de mostrar quais os planos de venda para as duas competições, entidade e agência têm deixado claro que poderiam aceitar uma oferta de exclusividade, desde que ela tivesse sentido comercialmente e se justificasse em termos de exposição da competição no continente.

Isso significa que empresas como Amazon, Netflix e Apple, que ainda não possuem direitos de mídia nos mercados brasileiro e sul-americano, poderiam ter, com uma oferta considerável, os direitos exclusivos sobre a transmissão da Libertadores ou da Sul-Americana. Ou até mesmo das duas competições.

Essa, aliás, parece ser a aposta de CONMEBOL e FC Diez para aumentar os valores recebidos com os direitos de transmissão dos torneios. A agência venceu a concorrência promovida pela entidade para a comercialização das duas competições de 2023 a 2026 e mudou o modelo de contrato, que para o ciclo atual previa a arrecadação de US$ 1,4 bilhão com os direitos comerciais dos dois torneios.

No “roadshow“, três pacotes distintos foram apresentados ao mercado para a Libertadores e outros três para a Sul-Americana.

Na principal competição, um pacote será apenas para plataformas de transmissão aberta (TV ou streaming). A diferença, em relação ao modelo vigente atualmente e cujos direitos no Brasil são do SBT, é que o vencedor, durante a fase de grupos, não poderá mais escolher sempre o mesmo time para as transmissões. Ele precisará alternar a escolha semanalmente.

Essa mudança torna os dois pacotes de transmissão em plataformas pagas mais atrativos. Como acontece atualmente, eles serão divididos conforme a ordem de escolha das partidas. O pacote de maior valor dá direito às escolhas ímpares dos jogos (primeiro, terceiro e assim por diante), além da transmissão da final e, a principal novidade, da Recopa Sul-Americana. O segundo pacote dá direito apenas às escolhas pares das partidas transmitidas. Atualmente, no Brasil, a Disney tem o primeiro pacote, herdado do Fox Sports, e a CONMEBOL TV mostra os jogos do segundo lote.

Não haverá um terceiro pacote, que atualmente dá direito a um jogo exclusivo de quinta-feira e que havia sido comprado, no ciclo atual, pelo Facebook. Essa partida está embutida nos dois pacotes para a TV paga.

Na Sul-Americana, a novidade é o desmembramento da venda, que até então era feita em um só pacote. Serão três lotes de transmissão, iguais aos da Libertadores: um para plataforma aberta e dois para as plataformas pagas. Assim como acontece na Libertadores, se uma empresa quiser bancar a transmissão exclusiva em uma plataforma paga, poderá sair vencedora.

Outra mudança foi a criação de um pacote de clipes curtos e melhores momentos dos jogos das duas competições. Formato que é amplamente comercializado na Europa, esse pacote garante ao grupo de mídia vencedor o direito de publicar clipes de jogos com um pequeno atraso em relação aos lances ao vivo, além do acesso aos melhores momentos de todos os jogos da competição.