Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Para 2023

FC Diez e CONMEBOL usam final da Libertadores para preparar licitações de mídia

Agência e entidade aproveitam período no Uruguai para discutir estratégia de venda de competições de 2023 a 2026

Erich Beting - São Paulo (SP) Publicado em 26/11/2021, às 06h58 - Atualizado às 07h00

CONMEBOL e FC Diez mudam tática para não correr risco de não ter comprador para a Copa Sul-Americana - Divulgação / CONMEBOL
CONMEBOL e FC Diez mudam tática para não correr risco de não ter comprador para a Copa Sul-Americana - Divulgação / CONMEBOL

A realização das três finais de competições de clubes da CONMEBOL no espaço de uma semana em Montevidéu, no Uruguai, agitou os bastidores das empresas de mídia. Após organizar as finais da Copa Sul-Americana e da Libertadores feminina nos últimos dias, a CONMEBOL tem usado o período de espera até a decisão da Libertadores masculina, neste sábado (27), para trabalhar no próximo ciclo de venda de direitos de mídia de suas competições.

Segundo apurou a Máquina do Esporte, durante toda a semana, executivos da CONMEBOL e da FC Diez Media, agência detentora dos direitos comerciais das competições de clubes da entidade, têm se reunido para discutir quais serão as propriedades a serem colocadas para o mercado no próximo ciclo de venda de direitos, válido para as temporadas de 2023 a 2026.

A ideia, com isso, é definir como seriam os pacotes a serem vendidos. A primeira decisão que já foi tomada, segundo confirmaram à Máquina do Esporte fontes ligadas ao negócio, foi de que as licitações dos direitos da Libertadores e da Sul-Americana acontecerão simultaneamente.

O novo formato de licitação já é consequência da experiência com a venda dos direitos, em 2019, para o ciclo de 2020 a 2022 da Copa Sul-Americana. A FC Diez fez primeiro a licitação da Libertadores e, depois, a da Sul-Americana. O Brasil, principal mercado comprador, não teve nenhuma empresa de mídia interessada.

Agora, a ideia é que, ao fazer as licitações simultaneamente, haja compradores para os principais pacotes em todas as mídias. Além disso, há uma aposta de maior atratividade para a competição, que terá formato ampliado, com fase de grupos e depois as eliminatórias mata-mata. Esse formato já gerou maior arrecadação com patrocínios na edição de 2021 do torneio.

A tendência é de que, no começo do ano que vem, sejam tornadas públicas as condições para as empresas de mídia fazerem suas propostas. Até fevereiro deve sair a licitação, enquanto a definição deve acontecer em março. A transmissão dos jogos, porém, será só a partir de 2023.

Além de reuniões internas entre CONMEBOL e FC Diez Media, os atuais detentores de direitos, bem como possíveis novos entrantes, têm se reunido com os executivos em Montevidéu. Esses encontros prévios são praxe no mercado.

Uma coisa é certa. Haverá mudança nos detentores de direitos. O Facebook já anunciou que não fará mais proposta para a aquisição, enquanto o Grupo Globo voltou a ser um possível candidato após o fim da briga na Justiça com a CONMEBOL pela quebra do contrato da Libertadores durante os primeiros meses da pandemia, quando as competições estavam paralisadas.