FIFA e UEFA suspendem Rússia, que pode perder Copa do Mundo

Em uma decisão sem precedentes no futebol, a FIFA e a UEFA anunciaram, nesta segunda-feira (28), que a Rússia e todos os times do país estão suspensos preventivamente de disputar quaisquer competições organizadas pelas duas entidades.

Isso significa que a Rússia corre o risco de ser eliminada da Copa do Mundo do Catar, que será realizada no final do ano, e que o Spartak Moscou deve sair da Europa League. A Federação Russa ainda pode recorrer ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), na Suíça, mas a tendência é de que a punição preventiva seja mantida enquanto durar a invasão russa sobre a Ucrânia.

“Na sequência das decisões iniciais adotadas pelo Conselho da FIFA e pelo Comitê Executivo da UEFA, a FIFA e a UEFA decidiram hoje, em conjunto, que todas as equipas russas, quer sejam equipes representativas nacionais ou de clubes, serão suspensas da participação em competições da FIFA e da UEFA até novo aviso”, declararam as duas entidades em comunicado conjunto.

O texto, porém, não é categórico ao afirmar se a decisão eliminará as equipes russas de competições já em disputa. No domingo (27), a FIFA havia declarado que proibiria as equipes do país a usarem a bandeira, símbolos e que o hino da Rússia fosse tocado antes de jogos. Nesta segunda-feira (28), depois de o Comitê Olímpico Internacional (COI) sugerir a suspensão de todos os atletas russos enquanto durar a guerra com a Ucrânia, FIFA e UEFA anteciparam um encontro que ocorreria nesta terça-feira (1) e anunciaram a mudança de decisão.

“O futebol está totalmente unido e em total solidariedade com todas as pessoas afetadas na Ucrânia. Ambos os presidentes esperam que a situação na Ucrânia melhore significativa e rapidamente para que o futebol possa voltar a ser um vetor de unidade e paz entre os povos”, finalizaram FIFA e UEFA em seu comunicado.

A decisão também surge depois de diversos países se posicionarem contra a participação da Rússia em competições internacionais. Nesta segunda-feira (28), Inglaterra, Polônia, Holanda, Suécia e República Tcheca já haviam declarado que se recusariam a enfrentar os russos em competições. A Polônia, por exemplo, disputaria a repescagem da Copa do Mundo contra a Rússia no final de março. A FIFA ainda espera a resolução do conflito na Ucrânia para tomar uma decisão em relação à partida.