Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Museu

Em parceria com a Mude Brasil, Flamengo terá novo museu em 2022

Com investimento de R$ 18 milhões, projeto tem patrocínios de BRB, Ambev, Epson, Tim, Estácio, Estapar e Trem do Corcovado

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 18/11/2021, às 19h31 - Atualizado às 19h35

Museu Flamengo ganhou uma nova logomarca e tem inauguração prevista para julho de 2022 - Divulgação / Mude Brasil
Museu Flamengo ganhou uma nova logomarca e tem inauguração prevista para julho de 2022 - Divulgação / Mude Brasil

O Flamengo apresentou, nesta quinta-feira (18), em parceria com a Mude Brasil, empresa especialista na implementação de museus esportivos, o projeto do novo museu do clube, que ficará localizado na sede da Gávea, em frente à Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro. O espaço, que é um antigo sonho do torcedor rubro-negro, terá uma área inicial de 1200 metros quadrados e deverá ser inaugurado em julho de 2022.

O projeto prevê um investimento total de R$ 18 milhões, sendo 30% do valor concedidos pela Mude, por meio de um financiamento da Agência Estadual de Fomento do Rio de Janeiro (AgeRio). Os outros 70% virão via captação de recursos junto a patrocinadores que já confirmaram a participação no projeto, como BRB, Ambev, Epson, Tim, Estácio, Estapar e Trem do Corcovado, com parte dos recursos obtidos por meio das Leis Estaduais de Incentivo ao Esporte e à Cultura e da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. O clube em si não aportará recursos próprios no projeto.

“O Museu Flamengo foi o primeiro projeto que abraçamos no mercado brasileiro e que deu origem à nossa operação local. Estamos muito felizes por não apenas contar a história, mas por fazer história, com o clube mais querido do Brasil. Toda a equipe da Mude está empenhada em torná-lo um grande sucesso”, afirmou Marcelo Fernandes, CEO da Mude Brasil.

Segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), uma das principais instituições de ensino do Rio de Janeiro, o Museu Flamengo deverá gerar impacto econômico superior a R$ 300 milhões por ano na capital fluminense. Além disso, a Mude Brasil estima que a mais nova instalação cultural do Rio de Janeiro deverá atrair um público de 400 mil rubro-negros por ano, entre cariocas e turistas.