Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Mais gente

Flamengo repete estratégia e muda jogo da Libertadores para Brasília

Redação Publicado em 02/08/2021, às 13h19

Imagem Flamengo repete estratégia e muda jogo da Libertadores para Brasília
Com estádio aberto para 30% da capacidade, Mané Garrincha virou
Divulgação

O Flamengo anunciou a mudança de local da partida contra o Olímpia, do Paraguai, pela volta das quartas de final da Conmebol Libertadores, no próximo dia 18 de agosto. A partida que vale vaga na semifinal da competição continental será disputada no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. A mudança de local tem como objetivo aumentar a receita do clube com a venda de ingressos. O governo do Distrito Federal permitiu que sejam vendidos bilhetes para até 25% da capacidade do estádio.

A mudança foi aprovada e confirmada pela Conmebol na manhã desta segunda-feira (2). A decisão da diretoria flamenguista cumpre uma ameaça feita na semana passada por Rodrigo Dunshee de Abrantes, vice-presidente do clube, que havia reclamado sobre o fato de a Prefeitura do Rio de Janeiro ter permitido público no Maracanã para "apenas" 10% da capacidade do estádio. Segundo o dirigente, jogar no estádio com apenas 10% da capacidade de público não era "economicamente sustentável".

“Dez por cento (da capacidade) não é economicamente sustentável. Dez por cento foi o que deram em janeiro para a Libertadores (a final do torneio continental contou com 300 convidados). Com testagem, era seguro 30%, como Belo Horizonte, Cuiabá, Brasília, etc. Abrir o Maracanã para público custa caro. Tem uma logística grande. Temos para onde levar nossos jogos. Vida que segue...”, afirmou o dirigente em seu perfil no Twitter na sexta-feira (30), quando saiu a decisão da prefeitura.

Essa será a segunda vez que o Flamengo mandará um jogo da Libertadores no Mané Garrincha para poder contar com a presença de torcedores. No jogo decisivo contra o Defensa y Justicia, pelas oitavas de final, pouco mais de 5 mil pessoas foram ao estádio acompanhar a goleada do time rubro-negro.