Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Parceria

Flamengo se une à PUC para trabalhar inovação

Redação Publicado em 23/10/2020, às 11h11

Imagem Flamengo se une à PUC para trabalhar inovação

O Flamengo anunciou uma parceria com a PUC-RJ para trabalhar projetos de inovação envolvendo os esportes olímpicos do clube, braço capitaneado pelo executivo Marcelo Vido. O primeiro fruto da parceria será com o time de basquete, que no dia 30 faz a final da Champions League Americas.

A partir desta temporada, uma solução de inteligência artificial em parceria com a startup americana Sports Power AI fornecerá uma análise de dados estatísticos e vai prover aos técnicos informações em tempo real durante as partidas. A ideia é que o BAICA (Basketball Artificial Intelligence Coach Assistant) seja aplicado para prever os atletas que podem atuar em determinado tempo, quem está com melhor aproveitamento de arremessos e, assim, dar melhor vantagem competitiva ao time.


"Queremos ser cada vez mais uma referência em termos de inteligência no esporte, pois acreditamos que a influência da tecnologia será grande nos próximos ciclos olímpicos", diz Delano Franco, vice-presidente de esportes olímpicos do  clube.

Durante um ano o departamento de basquete trabalhou em conjunto com a PUC e os americanos para desenvolver o software. A solução já é implementada em alguns clubes da NBA. Após a criação do BAICA, o Flamengo quer levar as soluções a outras modalidades. O vôlei, comandado por Bernardinho, é o próximo da lista.


"A cooperação servirá como o embrião para a implementação do Polo de Inovação Tecnológica em Esportes do Vale da Gávea. Estamos muito empolgados com esta parceria e vislumbramos um amplo caminho de cooperação com o Flamengo", afirma Sergio Bruni, vice-reitor de desenvolvimento da PUC-RJ, que vai usar o Instituto Tecgraf, de inovação tecnológica, para atuar ao lado do Flamengo no projeto.