Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Gestão

Fortaleza divulga balanço e tem lucro de R$ 15,3 milhões em 2021

Premiações por desempenho no Brasileirão e na Copa do Brasil ajudaram o time a obter superávit financeiro

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 27/04/2022, às 15h13 - Atualizado às 15h15

Retorno dos torcedores aos estádios ajudou o Fortaleza a melhorar seu resultado financeiro - Karim Georges / Fortaleza
Retorno dos torcedores aos estádios ajudou o Fortaleza a melhorar seu resultado financeiro - Karim Georges / Fortaleza

O Fortalezadivulgou, nesta terça-feira (26), o balanço financeiro do clube na última temporada. Em 2021, o time cearense conseguiu um superávit de R$ 15.300.604,64. A arrecadação foi de R$ 158.685.056,89, e as despesas chegaram a R$ 143.384.452,25.

“É um número que temos muito que comemorar. No início de 2021, nosso orçamento apresentava previsão de déficit de R$ 14 milhões, ainda sob efeito da pandemia e dificuldades financeiras causadas por conta dos jogos com portões fechados. Mas o ano se mostrou diferente, e conseguimos um superávit de aproximadamente R$ 15 milhões. Ou seja, mudamos o cenário previsto em R$ 29 milhões”, destacou Marcelo Paz, presidente do Fortaleza.

Nos últimos anos, o Leão do Pici conquistou o tetracampeonato cearense (2019, 2020, 2021 e 2022), a Série B do Brasileiro (2018) e dois títulos da Copa do Nordeste (2019 e 2022). No ano passado, conseguiu se classificar, pela primeira vez na história, para a Copa Libertadores.

Mesmo em um cenário ainda afetado pela pandemia de Covid-19, o Fortaleza obteve boas receitas com premiações recebidas pelas campanhas consistentes no Brasileirão (quarto colocado), Copa do Brasil (semifinalista) e Copa do Nordeste (campeão). Também contou com o retorno da renda dos jogos, que passaram a receber os torcedores novamente.

“É o maior superávit da história do Fortaleza, assim como o maior orçamento realizado na história do clube. Isso aconteceu devido ao trabalho de gestão e aos resultados esportivos, que foram extremamente impactantes para isso, sobretudo o quarto lugar no Campeonato Brasileiro e a chegada às semifinais da Copa do Brasil”, destacou Marcelo Paz.

O dirigente ainda afirmou que acredita que o desempenho em campo nos últimos anos está ligado à gestão do clube.

“Manutenção do trabalho, do projeto e da sequência. Além do treinador, no elenco do Fortaleza há também jogadores que estão há bastante tempo no clube. Assim entendemos o que é correto no futebol”, comentou.

Neste ano, o Fortaleza assinou contrato com a agência Win The Game, que fará pesquisas para conhecer os torcedores do clube como forma de melhorar a atuação comercial por meio dos canais já existentes, como programa de sócio-torcedor, vendas on-line, lojas físicas e bilheteria.  

Nesta temporada, o time tem como um dos objetivos zerar as dívidas do passivo trabalhista. A diretoria tem feito o pagamento de débitos antigos e atuado para evitar o surgimento de novos casos. Na gestão atual, houve redução do passivo trabalhista consolidado, transitado em julgado (que não cabe mais recurso), de R$ 5,5 milhões para R$ 600 mil. Segundo o clube, esse montante será totalmente quitado ao longo de 2022.