Fundo de capital de risco dos EUA está perto de adquirir o Milan

A empresa americana de private equity RedBird Capital Partners está próxima de comprar o Milan, atual campeão italiano, por € 1,3 bilhão. A informação é do site Il Sole 24 Ore, especializado em cobertura econômica.

A RedBird entrou na disputa pelo clube italiano depois que a oferta inicial de € 1 bilhão da Investcorp parecia a favorita. De acordo com o jornal La Gazzetta dello Sport, a guinada da empresa de Gerry Cardinale de aumentar a oferta para até € 1,3 bilhão, e ter a capacidade de concluir o acordo sem contrair empréstimos, fez com que a proposta da RedBird se tornasse favorita.

A Investcorp estaria preparada para aumentar sua oferta para até € 1,2 bilhão. No entanto, isso incluiria € 400 milhões em empréstimos e € 800 milhões próprios.

Segundo o Il Sole 24 Ore, a aquisição da RedBird faria com que a Elliott Management, gestora do fundo que administra o clube desde 2018, permanecesse como acionista minoritária. Para a Elliot, esse acordo permitiria que o Milan pudesse investir em uma possível mudança para um novo estádio nos próximos anos.

A RedBird tem outros investimentos no futebol. A empresa de capital de risco já investiu US$ 750 milhões no Fenway Sports Group (FSG), dono do Liverpool, no ano passado. A ação fez de LeBron James, estrela do Los Angeles Lakers, da NBA, sócio minoritário do vice-campeão da Premier League.

Além disso, a RedBird também possui uma participação de 15% na franquia Rajesthan Royals, da Indian Premier League (IPL), que vale aproximadamente US$ 37,5 milhões. A investidora ainda tem ações na OneTeam Partners, na produtora SpringHill, de LeBron James, e na rede regional Yes, de Nova York.