Inter de Milão pega empréstimo de US$ 468,3 milhões para pagar dívidas antigas

A Inter de Milão tomou um empréstimo de US$ 468,3 milhões para pagar dívidas antigas. Estas novas dívidas contraídas vencem em 2027. Segundo comunicado, o clube pagará débitos com vencimento neste ano.

O time italiano continua sem conseguir se manter sustentável por conta das perdas relacionadas à pandemia. A equipe contratou o Goldman Sachs para gerir o refinanciamento de sua dívida, possivelmente obrigando o banco a lançar um novo título aproximadamente do mesmo valor do anterior. Os novos títulos receberam o índice B+ pela agência de classificação de risco Fitch.

A Inter de Milão informou que arrecadou US$ 80,4 milhões no terceiro trimestre de 2021, uma queda de 40,4% em relação aos US$ 134,9 milhões do ano anterior. A perda de US$ 277,2 milhões do clube na temporada 2020/2021, mesmo tendo conquistado o título do Campeonato Italiano, foi a maior já registrada por um time de futebol no país.

Apesar disso, em dezembro, a Inter de Milão e o Milan anunciaram um novo projeto de estádio com custo de US$ 733 milhões.

Uma das salvações do clube será acessar investimentos do PIF (Fundo de Investimentos Públicos), da Arábia Saudita, que está perto de adquirir o time por US$ 1 bilhão.