Juventude e New Holland renovam parceria e celebram Dia Internacional da Mulher

O Juventude renovou o acordo de patrocínio que possui desde junho do ano passado com a New Holland, multinacional americana cuja sede atualmente fica na Itália, uma vez que a empresa faz parte do Grupo Fiat. Especializada na fabricação de implementos voltados tanto para a área agrícola, vendendo produtos como tratores e colheitadeiras, quanto para a área industrial e de construção civil, fabricando retroescavadeiras, a New Holland assinou contrato até o final de 2022.

Com o novo acordo, a marca da empresa permanecerá na barra frontal da camisa do clube gaúcho, logo abaixo do patrocinador máster, o Banrisul.

“Essa renovação é motivo de muito orgulho para nós, do Juventude. A New Holland é uma marca de relevância mundial, e a renovação desta parceria só comprova o grande trabalho realizado em 2021. A Série A e a Copa do Brasil proporcionam visibilidade a nível nacional e internacional, e tanto o Juventude quanto a New Holland colherão os frutos desta união”, afirmou Walter Dal Zotto, presidente do Juventude.

Para celebrar a renovação, Juventude e New Holland realizaram uma ação em campo neste domingo (6). Os jogadores do clube de Caxias do Sul entraram no gramado do Estádio Alfredo Jaconi para enfrentar o Guarany de Bagé, pelo Campeonato Gaúcho, com camisas que estamparam o nome de mulheres agricultoras ao invés dos nomes dos atletas.

Além disso, no lugar da logomarca da New Holland, foi colocada a mensagem #ÉTEMPODEMULHER, em alusão ao movimento lançado pela marca com o objetivo de valorizar a importância feminina no campo.

A ação também fez menção ao agronegócio e destacou colheitadeiras “colhendo” as tradicionais listras da camisa do clube. A ideia foi homenagear as mulheres às vésperas do Dia Internacional da Mulher, que será celebrado nesta terça-feira (8).

“Este é um tema tão importante para nós que, para essa partida, abrimos mão da nossa logomarca para reconhecer a importância da mulher do campo. Nós, da New Holland, acreditamos que esse não é assunto para um único dia. É sempre tempo de mulher. Para que isso não seja só uma ideia, além de trabalharmos muito para que as conquistas sejam reconhecidas, também investimos em capacitação e desenvolvimento”, destacou Gustavo Taniguchi, diretor de marketing comercial da New Holland para a América Latina.

“Queremos incentivar e reconhecer essa diversidade no agronegócio como um motor de inovação e sempre vamos estar próximos de todos, incluindo as mulheres e os jovens, que hoje estão tomando frente no agronegócio. É por isso que lançamos o movimento #ÉTEMPODEMULHER, que tem por objetivo estimular e valorizar a importância da mulher”, explicou Carolina Brandão, gerente de marketing da New Holland no Brasil.

De acordo com um levantamento feito pela Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG), 31% das fazendas brasileiras são administradas por mulheres, o triplo em relação ao que era visto em 2013. Já os dados do Censo Agro, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelaram que 19% das propriedades eram dirigidas por mulheres em 2017, o que significa aproximadamente 947 mil fazendas. Em 2006, por exemplo, elas eram apenas 13%.