Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Mídia

LaLiga fecha com Movistar e DAZN para mercado espanhol por € 4,95 bilhões

Acordo bilionário foi assinado por cinco temporadas, de 2022/2023 a 2026/2027; negócio também vale para Andorra

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 14/12/2021, às 16h21

Movistar, do Grupo Telefónica, e DAZN serão os responsáveis pelas transmissões da LaLiga a partir da próxima temporada - Reprodução
Movistar, do Grupo Telefónica, e DAZN serão os responsáveis pelas transmissões da LaLiga a partir da próxima temporada - Reprodução

A LaLiga concluiu, nesta segunda-feira (13), a concorrência dos direitos de transmissão domésticos (para a Espanha e também para Andorra) da LaLiga Santander, primeira divisão do futebol espanhol. Por um total de € 4,95 bilhões, a Movistar, do Grupo Telefónica (operadora de TV por assinatura), exibirá cinco partidas por rodada e mais três rodadas completas, enquanto o DAZN (plataforma de streaming) estreará com a transmissão de outras cinco partidas por rodada entre 2022/2023 e 2026/2027.

De acordo com a LaLiga, o valor total representa um aumento em relação ao ciclo anterior para um período semelhante. Há a expectativa de que a LaLiga SmartBank (segunda divisão), o canal de hospitalidade e a partida gratuita da LaLiga Santander sejam colocados em licitação entre fevereiro e março de 2022.

Em um comunicado enviado à imprensa, a LaLiga afirmou que muitas propostas foram recebidas e que o torneio “conseguiu manter suas receitas audiovisuais estáveis em um momento em que a maioria das grandes ligas europeias atingiu um teto ou experimentou avaliações reduzidas em seus ciclos mais recentes, em que muitos especialistas do setor previam reduções significativas”.

As licitações de cinco anos contribuíram para uma maior estabilidade no médio prazo e geraram maior segurança entre os licitantes para investir no conteúdo da competição. Com a mesma estratégia, a LaLiga também fechou recentemente acordos de transmissão internacional nos Estados Unidos, México e América Latina.