Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Tecnologia

LaLiga Tech quer alcançar € 300 milhões em negócios em 2029/2030

Braço da LaLiga foi criado para desenvolver soluções de tecnologia e acelerar a transformação digital da indústria

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 29/09/2021, às 12h37

Ex-executivo de gestão de negócios da Huawei na Espanha, Miguel Ángel Leal é o CEO da LaLiga Tech - Reprodução / 2Playbook
Ex-executivo de gestão de negócios da Huawei na Espanha, Miguel Ángel Leal é o CEO da LaLiga Tech - Reprodução / 2Playbook

A LaLiga Tech, braço da LaLiga criado para desenvolver um conjunto de soluções de tecnologia de olho na atual era digital de esportes e entretenimento, foi lançada oficialmente nesta terça-feira (28). Por meio de uma equipe de mais de 140 especialistas que desenvolveram soluções para a LaLiga nos últimos sete anos, a empresa agora oferecerá essas soluções comercialmente com o intuito de ajudar a acelerar a transformação digital da indústria.

De acordo com a empresa, os produtos estão disponíveis como serviços gerenciados por meio da nuvem e permitem que organizações desenvolvam relacionamentos diretos com os fãs (com a criação de uma plataforma própria de streaming, por exemplo), aprimorem o conteúdo com dados (com a criação de uma plataforma de dados de jogo em tempo real que gera estatísticas avançadas durante a partida para uso por clubes e detentores de direitos de transmissão) e digitalizem o gerenciamento da concorrência (com a criação de painéis de dados personalizados que visualizam o desempenho de qualquer plataforma no ecossistema digital em tempo real).

Todas as soluções são interconectadas em um único ecossistema baseado em dados, fornecendo novos insights que podem ser usados para impulsionar um crescimento mais amplo em toda a organização parceira.

"Esportes e entretenimento têm uma enorme oportunidade de desenvolver sua conexão emocional com os fãs, adotando uma abordagem baseada em dados para entender o comportamento dos fãs e projetar experiências modernas, envolventes e lucrativas. Nossos produtos foram criados especificamente para o setor e contam com o suporte de recursos humanos que transformaram a LaLiga em uma líder digital nos últimos anos", declarou Miguel Ángel Leal, CEO da LaLiga Tech.

Durante o lançamento oficial, a empresa ainda aproveitou para anunciar dois novos acordos com organizações globais pertencentes à indústria de esportes e entretenimento, o World Padel Tour (Circuito Mundial de Pádel) e a Millicom (companhia global especializada em comunicação), que se juntam a uma lista que já continha Dorna Sports, MotoGP, Sky Mexico, Jupiler Pro League (primeira divisão do futebol belga) e Royal Belgian Football Association (federação de futebol belga).

Com relação ao World Padel Tour, a LaLiga Tech terá o status de parceira tecnológica e desenvolverá uma série de plataformas de tecnologia voltadas para os fãs do circuito, permitindo que o esporte alcance um público global mais amplo e que novas experiências de fãs sejam criadas em vários ativos.

Já com a Millicom, o acordo é focado na luta contra a pirataria. A LaLiga Tech monitorará partidas da Liga FDP, primeira divisão de futebol da Costa Rica, com o objetivo de proteger o conteúdo e remover conteúdo ilegal de plataformas on-line. Com isso, a Millicom espera proteger o torneio que ela é parceira no país da América Central por meio de seu braço operacional latino-americano, a Tigo Sports.

De acordo com o site 2Playbook, a LaLiga Tech está confiante de que ultrapassará € 100 milhões em negócios em 2022/2023 e será lucrativa em três anos. No curto prazo, em 2021/2022, a ideia é faturar € 68 milhões. Já no longo prazo, o objetivo é triplicar o volume de negócios até o final da década e chegar a € 300 milhões em 2029/2030.