Lyon anuncia venda de 66,56% das ações do clube a John Textor, dono do Botafogo

O Lyon, que conquistou sete títulos do Campeonato Francês, anunciou a venda de 66,56% de suas ações ao investidor John Textor, que também é dono da SAF do Botafogo, além de possuir participação minoritária, de cerca de 40%, no Crystal Palace, clube da Premier League.

Pelo acordo, Jean-Michel Aulas, cuja família é dona do Lyon desde 1987, ficará com uma participação minoritária no clube, mas permanecerá como CEO do Lyon pelas próximas três temporadas.

Além dos investimentos no Botafogo e no Crystal Palace, a Eagle Football Holdings, empresa de Textor, também é dona de 80% do Molenbeek, clube da segunda divisão da Bélgica.

Multinacional do futebol

A ideia do investidor, como já deixou claro em entrevistas, é que os quatro clubes possam se beneficiar com intercâmbio e troca de jogadores entre eles.

“Meu plano de futebol é criar um ecossistema de clubes cooperativos de primeira linha que se beneficiarão do compartilhamento em uma experiência global de identificação de talentos”, contou Textor, em entrevista à CBS Sports.

Com a nova aquisição, o Lyon, sétimo colocado da última edição do Campeonato Francês e fora das competições europeias, se tornará o principal time do grupo presidido por Textor.

“O projeto que descobri em Lyon com Jean-Michel Aulas e toda a sua equipe estará no epicentro da nossa nova organização e dos nossos investimentos ao serviço do futebol mundial”, afirmou o empresário, em entrevista ao site oficial do Lyon.

“O Lyon será a pedra angular do nosso projeto. Pretendo, com o apoio de Jean-Michel e seu grupo, trazer à tona os valores de desenvolvimento e aperfeiçoamento pelos quais sempre me comprometi”, acrescentou.

Volta dos títulos

A expectativa com a chegada do investidor é que o Lyon tenha mais capacidade de investimento e possa montar equipes competitivas para, inicialmente, disputar títulos nas competições domésticas. Um segundo passo é retomar a relevância que o time já teve no nível europeu no início do século.

“Quero dar a todos os torcedores do Lyon os meios adicionais para que a instituição possa recuperar o mais alto nível, na França e na Europa, respeitando os valores do DNA do clube, como juventude, trabalho, autossacrifício e espírito de equipe que permite que todos os talentos do mundo inteiro tenham acesso ao alto nível graças ao nosso envolvimento nas academias”, destacou Textor.

O time não vence a Ligue 1 desde 2008. Com a chegada do investidor, espera conseguir fazer frente ao domínio construído pelo PSG, que conquistou oito das últimas dez edições do Campeonato Francês.

“Com esse projeto, o Lyon está abrindo um novo capítulo em sua formidável história. Há 35 anos, meu desejo sempre foi fazer do clube um modelo único no futebol, combinando sucesso esportivo e econômico”, afirmou Aulas.

“Nossas equipes profissionais de futebol e basquete, nossa academia, o Estádio Groupama, bem como a construção do novo ginásio LDLC Arena já são fortes indícios das ambições do OL Groupe”, acrescentou o dirigente.

No feminino, o Lyon tem feito campanhas mais bem-sucedidas. A equipe conquistou oito títulos da Champions League, incluindo o pentacampeonato entre 2016 e 2020. O time também ganhou o troféu na temporada que se encerrou recentemente, derrotando o Barcelona na final por 3 a 1.

Vale destacar ainda que Textor pagou, no ano passado, £ 90 milhões por uma participação minoritária no Crystal Palace. O investidor tentou, anteriormente, comprar 25% do Benfica, mas a negociação fracassou.