Futebol

Mundial de Clubes pode não ter a presença de brasileiros nos estádios

por Redação
A
A

A Visa anunciou nesta segunda-fira (18) o início das vendas dos ingressos para o Mundial de Clubes. Porém, pelo o que consta no e-mail com as informações, os brasileiros podem acabar ficando de fora. 


Segundo o e-mail, causa da pandemia e suas restrições,  apenas moradores da região poderão comparecer. Exceções se aplicam para os que possuírem passes especiais.


Os fãs deverão apresentar um teste de COVID-19 negativo, um teste de anticorpos COVID-19 positivo ou um registro de vacinação completa. Nos estádios e arredores, os participantes deverão usar uma máscara, aderir ao distanciamento social, submeter-se a uma verificação de temperatura na chegada.

publicidade

Serão montadas clínicas dentro de cada local do torneio para tratar qualquer pessoa que apresente sintomas de COVID-19.

Os preços vão de QAR 10 (14 reais) por um ingresso de “categoria 3” para as primeiras cinco partidas, até QAR 300 (435 reais) por um ingresso de “categoria 1” para a grande final.

O torneio será disputado por Al-Duhail (Egito), Al Ahly (Catar), Bayern de Munique (Alemanha), Ulsan Hyundai (Coréia do Sul), Tigres (México) e o vencedor da final da Libertadores entre Palmeiras e Santos, marcada para 30 de janeiro.

publicidade
Apenas moradores da região poderão comparecer aos jogos do Mundial dos Clubes
Crédito: Reprodução
Apenas moradores da região poderão comparecer aos jogos do Mundial dos Clubes
publicidade

Goleira da Seleção, Bárbara fecha patrocínio com a Poker