Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Denúncia

Nike rompeu com Neymar após acusação de abuso sexual

Redação Publicado em 28/05/2021, às 01h09

Imagem Nike rompeu com Neymar após acusação de abuso sexual

O jornal americano “The Wall Street Journal” divulgou nesta quinta-feira (27) que a Nike rompeu contrato com Neymar após uma acusação de assédio sexual que partiu de uma funcionária da própria empresa. Segundo a publicação, o caso aconteceu em 2016, quando o jogador esteve em Nova York para a gravação de um comercial da marca.

Na ocasião, Neymar teria forçado uma funcionária da Nike a fazer sexo oral em um quarto de hotel, onde ela estaria ajudando na coordenação e logística da presença do jogador nos Estados Unidos.

A Nike abriu investigação sobre o caso, e o jornal americano teve acesso aos documentos, além de declarações de pessoas envolvidas. O brasileiro, no entanto, não teria cooperado com as investigações.

Neymar e Nike romperam acordo de patrocínio em 2020 (Foto: C.Gavelle/PSG)

Em agosto de 2020, Nike e Neymar romperam o contrato, mesmo com ainda oito anos de vigência do acordo. O jogador brasileiro assinou com a Puma.

Em resposta ao “The Wall Street Journal, a equipe do jogador respondeu que “Neymar Jr. vai se defender vigorosamente desses ataques infundados se alguma alegação for apresentada, o que não ocorreu até agora”.

O caso só foi levantado pela empresa em 2018, quando a funcionária, que não teve o nome revelado, resolveu fazer a denúncia.