Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Clima bom

Opinião: bom ambiente é lição do futebol para empresas

Duda Lopes Publicado em 14/01/2021, às 16h14

Imagem Opinião: bom ambiente é lição do futebol para empresas

Entre muito benefícios de associar uma marca ao esporte está a possibilidade de, internamente, passar a imagem da necessidade de alta performance, com alta competitividade e esforço diário. De fato, o esporte de alto rendimento exige que cada atleta se doe ao máximo para que as metas e os objetivos sejam cumpridos. Mas há algo além que o futebol brasileiro tem mostrado com muita clareza neste ano, que também deve servir de bom exemplo: o ambiente de trabalho é fundamental para o sucesso.

Talvez o Santos seja o melhor símbolo do poder de ter um grupo unido e concentrado em um objetivo. De time desacreditado no início da temporada, o clube comprou uma nova ideia com um novo técnico e chegou à final da Libertadores. Marinho, craque do clube, mostrou as duas faces ao celebrar a classificação. Em live, celebrou com os companheiros e cobrou a diretoria por pagamentos em dia.

Quantos funcionários conseguem performar com salários atrasados? É algo que só o ambiente do futebol e o ideário coletivo do esporte conseguem explicar, por mais difícil que seja. O espírito esportivo transpõe crises, e isso é fantástico.

Marinho é símbolo de um Santos leve (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Outro exemplo, esse muito mais explícito, está no Corinthians. O time flertou com o rebaixamento, mas deixou para trás um líder que fazia críticas públicas para um muito mais próximo de cada atleta. A gestão de pessoas transformou o rebaixado em equipe que hoje sonha alto.

E a própria diretoria do clube admite que esse é um claro caminho para vitórias. “Eu não tenho a fórmula do sucesso, como fazer para chegar ao título. Mas eu sei aquilo que não faz você chegar a um título, que é um ambiente ruim. O ambiente bom é um dos ingredientes que fazem você chegar ao título. Se não tiver, certeza que você não chega lá”, comentou recentemente o diretor de futebol do clube, Roberto de Andrade.

Por outro lado, o futebol brasileiro tem exemplos de ambientes pesados que não têm dado certo. Um deles é difícil de cravar: o São Paulo. O time é líder do Brasileirão e favorito ao título. Mas, após broncas públicas do treinador a um jogador, com palavras e tom que seriam assédio moral em qualquer contexto corporativo, o time teve duas derrotas. A última para os reservas do Santos, algo incompreensível para uma equipe no topo da tabela.

Já o Flamengo, que venceu tudo em 2019, tem tido problemas na atual temporada, com jogadores que não têm feito questão de não se mostrarem insatisfeito. “O clima não tem sido dos melhores”, admitiu o meia Arrascaeta.

O esporte mostra muitos caminhos possíveis para o sucesso. Mas, como disse o diretor corintiano, o ambiente ruim certamente não é um deles. Uma boa lição para quem acredita que pressão extrema é o melhor modo de alcançar a vitória.