Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Tchau

Palmeiras inicia reformulação e demite Roberto Trinas do marketing

Executivo foi demitido antes mesmo da chegada de Leila Pereira ao clube; cargo de diretor será extinto

Augusto Dalla Vecchia e Erich Beting - São Paulo (SP) Publicado em 13/12/2021, às 07h00 - Atualizado às 07h02

Roberto Trinas havia assumido o marketing ainda na gestão de Paulo Nobre no Palmeiras - Divulgação / Palmeiras
Roberto Trinas havia assumido o marketing ainda na gestão de Paulo Nobre no Palmeiras - Divulgação / Palmeiras

A reformulação em alguns departamentos do Palmeiras começou antes mesmo de Leila Pereira assumir a presidência do clube, o que acontecerá oficialmente na próxima quarta-feira (15). A primeira mulher a comandar o clube paulista já chegará sem o diretor de marketing Roberto Trinas, demitido na última sexta-feira (10).

Trinas, que havia sido contratado por Paulo Nobre em uma tentativa de profissionalizar o departamento, foi o primeiro diretor a ser demitido antes mesmo da oficialização de Leila Pereira. O executivo, que tinha como maior mérito nos cinco anos à frente da pasta a negociação do contrato de TV fechada com o Grupo Turner, era bastante questionado internamente por conselheiros.

Nesta segunda-feira (13), segundo apurou a reportagem da Máquina do Esporte, Leila Pereira deve apresentar a seus vice-presidentes os planos para a gestão interna do clube. Entre eles está o da área de marketing, que há anos é questionado por faturar pouco com licenciamento de produtos.

A princípio, segundo apurou a reportagem, o cargo de diretor de marketing será extinto. A tendência é que Leila coloque em prática o que já acontece na Crefisa e na FAM, empresas patrocinadoras do clube e que são comandadas pela futura presidente palmeirense. Todas as decisões do departamento são centralizadas nela, que tem apenas gerentes para funções executivas abaixo na hierarquia. Assim, o Palmeiras deverá contar no dia a dia com gerentes de marketing e comercial reportando-se diretamente à presidente.

Fortalecido no cargo com Mauricio Galiotte por tratar da venda de direitos de mídia, Trinas não era bem visto pelos patrocinadores do clube, principalmente depois de ter recusado a renovação do contrato de licenciamento com a Konami para o game Pro Evolution Soccer (PES) no último ano.

O departamento já vinha sofrendo algumas mudanças nas últimas semanas de novembro. Tão logo acabou a Copa Libertadores, Victor Assis, que era o gerente responsável pelas mídias sociais palmeirenses, anunciou que estava deixando o clube para trabalhar com o grupo que produz o podcast Podpah.

Antes mesmo da saída de Assis, porém, quando Leila foi confirmada como nova presidente palmeirense, o perfil do Palmeiras nas redes sociais passou a adotar um tom mais “pró-torcedor”, deixando de lado o estilo protocolar que caracterizou o clube na gestão Galiotte e que era duramente criticado pelo torcedor.