Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Não vão

Premier League veta jogadores para Eliminatórias da CONMEBOL

Redação Publicado em 24/08/2021, às 18h10

Imagem Premier League veta jogadores para Eliminatórias da CONMEBOL
Richarlison e Gabriel Jesus estão proibidos de deixar seus times para disputar Eliminatórias da Copa
Getty Images

Em decisão inédita, os clubes que disputam a Premier League, primeira divisão do futebol inglês, anunciaram que, de forma unânime, decidiram não liberar jogadores para jogos internacionais que serão disputados em países que fazem parte da chamada “lista vermelha” no mês de setembro.

A decisão afeta diretamente a disputa das Eliminatórias da Copa do Mundo na América do Sul, já que jogadores que atuam na Premier League não poderão ser convocados. Só o Brasil costuma ter pelo menos sete jogadores que atuam em equipes da competição chamados para defender a seleção nacional.

Segundo comunicado da Premier League, a decisão se aplicará a quase 60 jogadores de 19 clubes da liga que viajariam para 26 países que fazem parte da lista vermelha no próximo mês de setembro, quando haverá, na América do Sul, a realização de três rodadas das Eliminatórias.

“Os clubes da Premier League sempre apoiaram o desejo de seus jogadores de representar seus países - isso é um motivo de orgulho para todos os envolvidos. No entanto, os clubes chegaram, com relutância, mas com razão, à conclusão de que não seria totalmente razoável dispensar jogadores nestas novas circunstâncias. Os requisitos de quarentena significam que o bem-estar e a forma física dos jogadores serão significativamente afetados. Entendemos os desafios que existem no calendário de partidas internacionais e permanecemos abertos a soluções viáveis”, disse o presidente-executivo da Premier League, Richard Masters, em nota.

A liga inglesa chama de “requisitos de quarentena” as determinações para que pessoas que chegam de países que constam na lista vermelha da Inglaterra precisem ficar pelo menos dez dias em isolamento completo dentro de um hotel.

“Não apenas o bem-estar e a forma física dos jogadores seriam significativamente afetados, mas eles também ficariam indisponíveis para se preparar e jogar em duas rodadas de jogos da Premier League, uma jornada de competição de clubes da UEFA e a terceira rodada da Copa EFL”, afirmou a Premier League, em comunicado, reiterando que o cálculo se refere apenas a um período de quarentena no hotel, sem incluir qualquer tempo adicional para os jogadores recuperarem a condição física para disputar uma partida.

O veto também reforçou o posicionamento dos clubes da Premier League contrários à permissão da FIFA para que três rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas fossem disputadas nesta janela de setembro/outubro, o que aumentou o período de serviço dos atletas a seus países de 9 para 11 dias.

“A FIFA foi instada a trabalhar com todas as partes interessadas para garantir que uma conclusão aceitável seja alcançada sobre o assunto”, finalizou o comunicado da Premier League.

Até agora nem a entidade máxima do futebol nem a CONMEBOL se pronunciaram sobre o assunto.