Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Twitter

Redes sociais derrubam gerente de comunicação do Corinthians

Redação Publicado em 06/07/2021, às 01h38

Imagem Redes sociais derrubam gerente de comunicação do Corinthians

O gerente de comunicação do Corinthians, Márvio dos Anjos, pediu demissão do clube nesta segunda-feira (5). O executivo não resistiu às pressões sofridas nos últimos dias, após a revelação de mensagens antigas publicadas em sua conta pessoal do Twitter.

Em nota, Márvio dos Anjos justificou a decisão: “Tirados de seu tempo e contexto, os comentários perderam a leveza que tinham durante um dos períodos mais bem-sucedidos do clube; hoje servem apenas à toxicidade das redes. Impossibilitado de contribuir, é meu dever me retirar”.

Os problemas entre alguns torcedores e o executivo começaram no último final de semana, com reclamações sobre as bandeiras de escanteio usadas na partida entre Flamengo e Fluminense. Mesmo sem arcar com o aluguel do estádio, o clube da Gávea, mandante da partida na Neo Química Arena, colocou a sinalização com o escudo da equipe.

Bandeira do Flamengo na Neo Química Arena deu origem à confusão que envolveu o diretor do time paulista (Foto: Reprodução)

Incomodados, alguns torcedores reclamaram do fato nas redes sociais. E, nesse contexto, um vídeo com Márvio dos Anjos celebrando o título do Flamengo na Libertadores voltou a circular. À época, o executivo era jornalista do jornal “O Globo”.

Com o nome em evidência, algumas mensagens do profissional foram desenterradas do Twitter. Entre elas havia provocações com relação ao título mundial do Corinthians em 2000, além de uma publicação com menosprezo ao futebol feminino, modalidade que tem recebido forte atenção do clube paulista nos últimos anos.

Diante da insatisfação de alguns torcedores, Márvio dos Anjos resolveu pedir demissão. “Julguei apropriado entregar meu cargo de gerente de comunicação ao presidente Duilio Monteiro Alves, em caráter irrevogável”, afirmou.