Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Sustentabilidade

Remo e Volt Sport celebram sucesso e ajuda ao meio ambiente com novo uniforme

Redação Publicado em 19/08/2021, às 12h04

Imagem Remo e Volt Sport celebram sucesso e ajuda ao meio ambiente com novo uniforme
Samara Miranda / Remo

O novo uniforme do Remo para o restante da disputa da Série B do Campeonato Brasileiro de 2021 está sendo um sucesso de vendas, garantindo números importantes para o clube e também para o meio ambiente. Produzido pela Volt Sport, o uniforme tem um conceito sustentável, com cada peça sendo feita com oito garrafas pet retiradas das águas de rios e oceanos. Como até o momento já foram vendidas 28 mil unidades, já são 224 mil garrafas a menos nos rios e mares brasileiros.

De acordo com o clube paraense, o tecido utilizado nas camisas é chamado de TrueLife Eco, com fibras de poliéster originadas no plástico reciclado. Além disso, a linha ainda faz uma homenagem aos povos indígenas e à Amazônia, ligação que o Remo sempre faz questão de ressaltar com o apelido de “Rei da Amazônia”.

“Além de colaborar com a conservação do meio ambiente, as peças produzidas com materiais sustentáveis não perdem em nível de qualidade em relação aos produtos que estamos acostumados a ver no mercado. Pelo contrário, a camisa do Remo é diferenciada e repleta de conceitos para relembrar a biodiversidade amazônica. A aceitação da torcida e o sucesso de vendas ratificam todo o trabalho e dedicação que tivemos desde a ideia até a confecção das peças. O clube está envolvido em diversas causas sociais, e estamos muito felizes em estar lado a lado com o Remo escrevendo essa história”, destacou Fernando Kleimmann, sócio-diretor da Volt Sport.

Recém-chegado à Série B após o vice-campeonato da Série C no ano passado, o Remo encerrou a participação no primeiro turno do torneio com uma vitória sobre o Confiança, fora de casa, por 2 a 1. Com 26 pontos, o time se encontra no meio da tabela, sete pontos à frente da zona de rebaixamento e cinco pontos atrás do G4.