Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Futebol

Supercopa do Brasil gera corrida de marcas com jogo único e TV aberta

Erich Beting Publicado em 11/04/2021, às 10h56

Imagem Supercopa do Brasil gera corrida de marcas com jogo único e TV aberta

A disputa da Supercopa do Brasil se transformou numa grande oportunidade para as marcas. Enquanto Palmeiras e Flamengo disputam o título em jogo único em Brasília, os patrocinadores aproveitam a transmissão da partida na TV aberta para alcançar um maior público e assim conseguir grande exposição na mídia pagando menos por isso.

O duelo deste domingo (11) terá patrocinadores que não costumam aparecer no futebol. A fabricante de automóveis Kia Motors Voltou a patrocinar uma competição depois de oito anos e dará nome ao torneio. Da mesma forma, a Amazon usou as costas da camisa do Flamengo para anunciar o serviço Prime vídeo. Entre os patrocinadores deste único jogo está também a marca de apostas SportsBet.io, que já é patrocinadora do Flamengo e comprou uma placa de publicidade estática ao redor do campo.

“Essa é uma oportunidade onde temos elementos únicos. Primeiro está o fato de termos o Flamengo na disputa, que já é um time que estamos apoiando desde 2019 em uma parceria recheada de sucessos. Ainda tem a questão de ser uma decisão. Disputar um troféu sempre é algo que todo mundo quer bastante e teremos o prazer de jogarmos juntos nesse jogo. Fazer presença, ativar e criar atrativos para os clientes é o que nos move”, afirmou Justin Le Brocque, Head de Marketing do Sportsbet.io.

Sportsbet.io, que patrocina o Flamengo, fará ação pontual no jogo único da Supercopa do Brasil
Divulgação

O investimento de tiro curto é uma prática bastante comum no mercado brasileiro. Com o jogo transmitido com exclusividade pela TV Globo, a expectativa é de que haverá grande audiência. O horário das 11h costuma ter bastante apelo também com o público. Assim, investir no patrocínio do jogo acaba se transformando numa estratégia de alto retorno de exposição com baixo custo de investimento.

A situação reforça o poder da mídia para gerar novos negócios para o esporte, algo que o mercado americano está acostumado a fazer. Quando o evento é formatado para estar na televisão, acaba atraindo mais dinheiro. Não por acaso, a Supercopa do Brasil dará ao time vencedor um prêmio de R$ 5 milhões, fruto da venda de direitos de transmissão e patrocínios.

No basquete, o Jogo das Estrelas do NBB tem sido usado como porta de entrada para patrocinadores. Foi a partir do investimento no evento festivo que algumas empresas entraram para o universo do basquete brasileiro e decidiram fazer um patrocínio mais longo.

Resta saber se a Supercopa do Brasil servirá para atrair essas marcas para uma relação mais duradoura com o futebol. É a aposta que o Flamengo faz atualmente com Amazon Prime. Depois de algumas ações pontuais nas redes sociais, o clube quer que a marca assuma as costas do uniforme Rubro Negro, vagas desde a saída da MRV.

Seria uma forma de fazer uma ação pontual de mídia conseguir converter em patrocínio.