Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Deu ruim

Torcida protesta, e patrocínio máster do Norwich dura três dias

Redação Publicado em 10/06/2021, às 11h34

Imagem Torcida protesta, e patrocínio máster do Norwich dura três dias
Patrocínio máster do site de apostas BK8 durou três dias na camisa do Norwich
Reprodução

Uma história ocorrida na Inglaterra e que teve seu desfecho nesta quinta-feira (10) mostrou com exatidão a força que uma torcida de um time de futebol pode ter nas redes sociais. O personagem principal é o Norwich, clube que disputou a EFL Championship, segunda divisão do futebol inglês, na temporada 2020/2021, e sagrou-se campeão do torneio.

Com o troféu e o retorno à Premier League para a próxima temporada, o clube viu crescer o interesse do mercado no espaço principal da camisa. E eis que decidiu fechar um acordo máster com o site de apostas asiático BK8 na última segunda-feira (7). O problema é que a repercussão do patrocínio foi a pior possível nas redes sociais. Por conta de se tratar de um site de apostas? Não, pois seria o terceiro parceiro consecutivo do clube que atua nesse ramo. Mas sim pelo fato de que a empresa utiliza imagens consideradas extremamente sensuais de jovens mulheres em ações de marketing nas mídias digitais.

Para piorar, após a reação dos torcedores, as imagens foram proibidas pela UK Advertising Standards Agency (Agência de Padrões de Publicidade do Reino Unido). De acordo com o jornal americano The Athletic, também veio à tona uma conta de um “embaixador” do BK8 no Instagram com mais de 250 mil seguidores que estaria ligada diretamente ao que se considera “pornografia pesada” na Inglaterra.

O resultado disso tudo? O patrocínio durou três dias. Nesta quinta-feira (10), o Norwich soltou um comunicado dizendo que errou (“Nesta ocasião, erramos”) e pedindo desculpas aos torcedores (“Por isso, e por qualquer ofensa causada, o clube pede desculpas”). No final, ainda deixou claro que “os valores de marketing do BK8 não se alinham com os do nosso clube de futebol”.

“Nesta ocasião, cometemos um erro de julgamento. Queremos continuar a incorporar uma cultura altamente inclusiva em todo o clube, juntamente com um ambiente acessível e acolhedor, livre de comportamentos degradantes e discriminatórios”, resumiu Ben Kensell, diretor operacional do Norwich.