Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Guerra

Tribunal suíço confirma exclusão de times russos de competições na Europa

Spartak Moscou enfrentaria Red Bull Leipzig pelas oitavas de final da Europa League

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 16/03/2022, às 10h54 - Atualizado às 10h56

Times da Rússia seguem banidos do esporte enquanto durar a guerra com a Ucrânia - Reprodução / Twitter (@TeamRussia)
Times da Rússia seguem banidos do esporte enquanto durar a guerra com a Ucrânia - Reprodução / Twitter (@TeamRussia)

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) confirmou a proibição de times russos jogarem competições promovidas pela UEFA. No entanto, ainda não foi decidida a questão a respeito da repescagem europeia para a Copa do Mundo do Catar 2022. A sanção havia sido imposta pela federação europeia em retaliação à invasão da Ucrânia por tropas russas.

A União Russa de Futebol solicitou à CAS a suspensão da pena na tentativa de permitir que o Spartak Moscou jogasse as oitavas de final da Europa League enquanto não houvesse uma decisão definitiva sobre a exclusão de equipes russas das competições internacionais. O Spartak Moscou enfrentaria o Red Bull Leipzig nesta quinta-feira (17).

Entre os punidos com a sanção imposta pela UEFA está a seleção feminina da Rússia, que disputaria a Euro 2022. O time russo estava no Grupo C da disputa, e enfrentaria Holanda, Suécia e Suíça. Portugal substituirá a Rússia na competição.

A CAS informou que provavelmente tomará uma decisão neste final de semana sobre a repescagem da Copa do Mundo deste ano. A Rússia enfrentaria a Polônia no próximo dia 24. O vencedor pegaria quem passar do duelo entre Suécia e República Tcheca para decidir uma das vagas para o Mundial do Catar. A FIFA e a UEFA, porém, já decidiram classificar antecipadamente a Polônia.

Caso a CAS decida por reintegrar a Rússia às Eliminatórias, haveria um enorme desafio logístico e político, já que as federações de Polônia, Suécia e República Tcheca já manifestaram que se recusarão a enfrentar os russos, mesmo que isso signifique a perda da chance de ir à Copa do Mundo.