Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Futebol

UEFA anuncia que Londres receberá "Finalissima" entre Itália e Argentina

Colaboração entre entidade europeia e CONMEBOL colocará frente a frente campeões da Euro e da Copa América

Adalberto Leister Filho - São Paulo (SP) Publicado em 17/12/2021, às 11h08 - Atualizado às 11h10

Argentina, atual campeã da Copa América, jogará a "Finalissima" contra a Itália, atual vencedora da Euro - Reprodução
Argentina, atual campeã da Copa América, jogará a "Finalissima" contra a Itália, atual vencedora da Euro - Reprodução

A UEFA anunciou, nesta sexta-feira (17), que um estádio de Londres será sede da partida entre a Itália, vencedora do Euro, e a Argentina, campeã da Copa América. O jogo será no dia 1º de junho de 2022.

A partida foi apelidada de "Finalissima" e faz parte de uma colaboração entre UEFA e CONMEBOL. As duas entidades assinaram um Memorando de Entendimento com duração até 30 de junho de 2028. Como parte do acordo, as duas federações abrirão um escritório compartilhado em Londres e organizarão uma série de eventos, o primeiro dos quais será a "Finalissima" de 2022.

A UEFA não confirmou qual estádio receberá o jogo, mas o Daily Mail afirmou que o lendário Wembley é o local favorito.

“Há uma longa tradição de cooperação entre a UEFA e a CONMEBOL, como pode ser testemunhado ao longo dos anos em competições como o Troféu Artemio Franchi e a Taça Intercontinental, e é com grande orgulho que relançamos um prestigioso troféu para o deleite dos amantes do futebol em todo o mundo. Estamos ansiosos para explorar novas oportunidades juntos”, destacou Aleksander Ceferin, presidente da UEFA.

O presidente da CONMEBOL, Alejandro Domínguez, afirmou que a "Finalissima" será apenas o primeiro evento de um projeto de colaboração em outras frentes.

“A final entre Argentina e Itália será acompanhada por outros eventos esportivos de alto nível, conforme a tradição do futebol sul-americano e europeu. A abertura do nosso escritório conjunto nos permitirá pensar em novos projetos com agilidade e vigor para o benefício de milhões de torcedores nos nossos continentes e no resto do mundo”, disse o paraguaio.

A decisão de organizar a partida em Londres veio depois que tumultos prejudicaram a final da Euro 2020 entre Itália e Inglaterra, em Wembley, em julho deste ano. Torcedores sem ingresso tentaram entrar à força no estádio. No início do mês, um painel independente afirmou que as “cenas terríveis de desordem” chegaram “perigosamente perto de colocar vidas em risco”.

Uma sugestão era de que o Estádio Diego Armando Maradona, em Nápoles, fosse selecionado para receber a "Finalissima", já que tem ligação tanto com a Itália como com a Argentina. Maradona, que faleceu em 2020, conquistou a Copa do Mundo de 1986 com a seleção argentina e dois títulos da Série A pelo Napoli. Após a morte do ex-camisa 10, o clube italiano rebatizou o Estádio San Paolo em homenagem a ele.